Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Telefônica lidera ranking de queixas pelo 4º ano seguido

Postado em: 12/03/2010, às 12:30 por Redação

As operadoras de telefonia e os fabricantes de celulares foram responsáveis por 45,8% do total de reclamações realizadas pelos consumidores no ano passado. E entre as dez companhias com maior número de queixas, cinco são deste setor: Telefônica, TIM, Claro, Sony Ericsson e Embratel, segundo balanço da Fundação Procon de São Paulo.
No ano passado, de um total de 533.805 atendimentos feitos pelo órgão, apenas 41.685, ou seja, 7,8% transformaram-se em reclamações fundamentadas, ou seja, demandas não solucionadas e que resultaram na abertura de processo administrativo.
A Telefônica, que informa ter reduzido em 78,6% a quantidade de queixas ao longo de 2009, ainda se manteve, segundo o Procon, como a líder do ranking geral de queixas e foi responsável por quase 37% do total registrado na fundação. Isso porque a conta do Procon abrange as reclamações de todo o ano, incluindo as do primeiro semestre de 2009, antes de a Telefônica suspender as vendas do Speedy e alterar a sua política de vendas e atendimento. Além disso, é a operadora com maior número de clientes na cidade. Já a fabricante de celulares Sony Ericsson saltou do décimo lugar para a quarta colocação neste ano.
A TIM, por sua vez, que ocupara o terceiro posto em 2008, neste ano ficou em quinto no ranking de reclamações, seguida pela Claro, que passou a ser a sexta colocada, operadora que em 2008 nem aparecia na lista das dez mais. A Embratel fez caminho inverso e fechou 2009 como a décima empresa no ranking de queixas do Procon-SP, contra a sexta posição de 2008.
As outras empresas do setor de telefonia e telecomunicações, como Oi, Net e Vivo, encerraram o ano passado em décimo primeiro, décimo sétimo e décimo oitavo lugares no ranking geral de reclamações, respectivamente.
Segundo a fundação Procon-SP, as 20 empresas com maior número de queixas dos consumidores foram notificadas, assim como as três primeiras de cada área, questionando o alto índice de reclamações fundamentadas e exigindo metas de redução das demandas. Dessa forma, todas as empresas de telefonia receberam a notificação do órgão.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top