Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Prefeitura de Americana integra rede de atendimento e cria cartão saúde

Postado em: 12/08/2011, às 11:45 por Redação

A integração de sistemas de saúde tem se tornado cada vez mais real no setor público. Para citar dois exemplos apenas, este ano, a prefeitura da cidade de São Paulo concluiu o projeto que integra as unidades de saúde que fazem parte do SUS (Sistema Único de Saúde) e a prefeitura de Americana, no interior do estado de São Paulo, pretende contar, até o final de 2011, com toda a sua rede de saúde informatizada e integrada.
Esse último projeto é coordenado pela Secretaria Municipal de Saúde da cidade e prevê a informatização e a integração das 34 unidades de saúde do município, o que inclui quatro unidades de pronto atendimento, 24 unidades de saúde, um Núcleo de Especialidades, uma Central de Regulamentação, um Centro de Atenção Psicossocial Adulto, um Centro de Atenção Psicossocial Infantil, um Hospital Infantil e o Hospital Municipal.
Toda a rede será integrada pelo sistema Health One, solução verticalizada desenvolvida pela G2 Tecnologia sobre o SAP Business One. Foi realizada uma licitação para adquirir a solução, em um investimento de R$ 200 mil.
O secretário de saúde da cidade, Fabrizio Bordon, explica que, com a integração, o município vai unificar seu sistema de saúde, passando a gerar indicadores, controlar medicamentos e estoques, faturamento, despesas e, principalmente, gerenciar com eficiência o atendimento aos cidadãos. Com a tecnologia SAP, a Secretaria de Saúde terá, por exemplo, informações sobre procedimentos feitos nos pacientes e controle de prontuário, sabendo onde ele foi atendido e que medicamentos retirou.
"Antes do projeto, só o Hospital Municipal tinha um sistema de gestão, que havia sido desenvolvido internamente pela equipe de TI da própria entidade. Em todas as outras unidades, o processo de atendimento era feito manualmente pelos funcionários, que usavam uma agenda de consultas", conta.
O projeto de implementação da solução foi iniciado em março deste ano e a previsão é que todo o sistema esteja completamente integrado até dezembro. O processo começou pelos quatro Prontos Atendimentos (nos bairros Zanaga, Gramado, Mathiensen e São José) e suas respectivas Unidades Básicas de Saúde. Nestes, o sistema SAP da G2 Tecnologia começou a rodar em junho.
As unidades de Pronto Atendimento do Zanaga, Mathiensen, São José, Gramado e UBS Central já estão informatizadas. Na sequência desta primeira etapa virá a Unidade Básica de Saúde São Vito. A segunda etapa contemplará as UBS da Vila Galo, Jardim Brasil, Jardim Alvorada, Jardim Ipiranga, Núcleo de Especialidades e Hospital Infantil.
"Em paralelo, a G2 está realizando o treinamento dos funcionários, para estabelecer os processos, e ensiná-los a utilizar o sistema", informa o secretário. Segundo a G2, todo novo paciente deverá ser lançado no sistema, que terá campos para a qualificação de doenças e seu respectivo atendimento, como um perfil em uma página de rede social, porém, com intuitos médicos.
Cartão saúde
Outra novidade no município será a criação do Cartão Saúde, que seguirá o padrão do Plano Municipal de Saúde. O cartão contém o nome, a data de nascimento, a cidade, o número do cartão saúde de Americana e possui três classificações: adulto, infantil e preferencial. Através do SAP Business One Health One, os dados do paciente são associados ao cartão SUS e todo atendimento recebido pelo usuário do Sistema Único de Saúde, em qualquer unidade do município, será registrado em um cadastro único: consultas médicas, exames, medicamentos retirados das farmácias dos postos, vacinas, entre outros.
O secretário de saúde de Americana lembra que o cadastro do banco de dados também está sob a responsabilidade da G2. Até agora (levantamento realizado na segunda quinzena de julho), oito mil pessoas foram cadastradas, a expectativa é que 60% dos 210 mil habitantes da cidade obtenham o cartão.
Quando estiver totalmente implementado, o Cartão Saúde permitirá que a Secretaria de Saúde lembre os usuários sobre a realização de exames preventivos, vacinas em atraso, agendamentos de consultas e até campanhas de prevenção.
De seu lado, o governo municipal poderá fazer o acompanhamento dos fluxos assistenciais, racionalização do uso de materiais e medicamentos, gerenciamento do estoque, revisão dos critérios de financiamento e racionalização dos custos, estatísticas confiáveis de todo o atendimento da rede, otimização dos recursos humanos, levantamento de dados e mapeamento de ações de prevenção e aperfeiçoamento do faturamento SUS com o aumento de receita federal.
"É mais um passo na informatização da cidade. Nossos esforços estão voltados para um melhor atendimento através da modernização e conseguimos tirar do papel o projeto de informatizar a rede. Com isso, a população terá mais agilidade e otimização quando for utilizar o serviço público de saúde", garante o prefeito de Americana, Diego De Nadai.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top