Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Comissão exigida pela Apple atrasa lançamento do Office para iOS

Postado em: 12/12/2012, às 09:53 por Redação

A Apple rejeitou a atualização aplicativo do Skydrive, serviço de armazenamento em nuvem da Microsoft, por  esta discordar do pagamento de 30% de comissão nas vendas feitas na App Store. O impasse sobre a porcentagem que caberá à fabricante do iPhone deve prejudicar ainda mais os negócios da Microsoft na área de mobilidade.

Fontes ligadas ao assunto revelaram ao site All Things Digital que as dificuldades das empresas em chegar a um acordo impedem a estreia do aplicativo do Office para o sistema operacional iOS, prevista para o ano que vem. A Microsoft argumenta que, uma vez tendo seus softwares em desktops de grande parte das empresas em todo o mundo, a possibilidade de oferecê-lo também em dispositivos móveis, especialmente iPads, beneficiaria significativamente a plataforma da Apple. Assim, a fabricante do Word, Excel e Power Point tenta reduzir os 30% pedidos pela concorrente referente às assinaturas mensais do Office 365, versão na nuvem da suíte para usuários de dispositivos com o iOS. O aplicativo a ser lançado será apenas uma parte da assinatura completa, que inclui também o acesso aos documentos em computadores de mesa.

A Apple, como era de se esperar, se nega a reduzir o percentual. Não está claro ainda, segundo as fontes, o tipo de concessão que a Microsoft pedirá. Elas avaliam que a Apple continuará tomando como base o artigo 11.12 da licença de desenvolvedores: “Uma vez que o consumidor passa por nosso gateway, temos que receber uma comissão”.

Procurada pelo site, a Microsoft não respondeu aos pedidos para comentar o assunto. A Apple, por sua vez, não falou da negociação específica com a concorrente, mas enviou um comunicado no qual reforça sua posição estratégica na venda de aplicativos. “A Apple oferece a clientes e desenvolvedores a maior e mais segura seleção de aplicativos na App Store. Desenhamos nossas regras para ser justos e consistentes com cada desenvolvedor — aplicativos gratuitos são oferecidos aos clientes finais, enquanto os apps e serviços pagos dão uma participação na receita à Apple”, diz a nota. “Já pagamos mais de US$ 6,5 bilhões a nossa comunidade de desenvolvedores, que criou mais de 700 mil apps”, sublinha o texto.

Tags: ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top