Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Nova geração de chip Intel deve impulsionar venda de ultrabooks, avaliam fornecedores

Postado em: 12/12/2012, às 17:46 por Redação

Os ultrabooks equipados com o processador Ivy Bridge, codinome usado para designar a família de chips Core mais modernos da Intel, responderam por apenas 10% das remessas de notebooks neste ano, de acordo com pessoas ligadas à cadeia de suprimentos na Ásia. Apesar disso, os fornecedores asiáticos que utilizam chip da fabricante estimam que as remessas atingirão 40% em 2013, com a chegada do processador Haswell, desenvolvido exclusivamente para os novos modelos de notebooks ultrafinos e leves, com alta capacidade de processamento.

A projeção tem como base as promessas do novo chip, como um avanço a nível gráfico, permitindo um melhor desempenho, o consumo de menos da metade da energia de um Ivy Bridge, entre outros recursos. Além disso, o Windows 8, a nova versão do sistema operacional da Microsoft, deve funcionar melhor nos ultrabooks com Haswell.

De acordo com os fornecedores asiáticos informaram ao do site chinês especializado em tecnologia DigiTimes, o novo processador só deve chegar ao mercado no fim do segundo trimestre do ano que vem. Essa demora, aliada ao custo ao Ivy Bridge, já disponível, fez com que muitos fabricantes de PCs optassem por lançar equipamentos alternativos aos ultrabooks, sem as exigências de duração da bateria, peso e espessura estipuladas pela Intel, numa faixa de preço entre US$ 699 e US$ 899.

Os notebooks foram colocados no mercado com o apelo de terem design semelhante ao Macbook Air, da Apple, e preços mais acessíveis que os ultrabooks. O problema é que os consumidores continuam preferindo o equipamento da Apple. Diante disso, a projeção dos fornecedores de as remessas de notebooks atingirem 40% não foi alcançada. Mas com o chip Haswell, eles acreditam que isso seria possível.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top