Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Ex-presidente do Banco Central poderá comandar polo de TI em Brasília

Postado em: 13/05/2013, às 17:32 por Max Milliano Melo

Brasília – A Gávea Investimentos, do ex-presidente do Banco Central, Armínio Fraga, e o BTG Pactual, do banqueiro André Esteves, são as duas principais concorrentes de uma licitação de quase R$ 1,5 bilhão no Distrito Federal. Trata-se do edital do governo do DF para construção da infraestrutura e administração do Parque Tecnológico Cidade Digital (PTCD), complexo de tecnologia da informação em processo de implantação na Granja do Torto, região próxima à residência oficial da Presidência da República.

O projeto pretende mudar a matriz de desenvolvimento econômico da cidade, consolidando a vocação econômica nos setores de tecnologia da informação e comunicações (TIC) e elevar a receita nessa área, hoje em torno de R$ 2,5 bilhões.

A licitação, que será aberta até esta terceira-feira, 14, definirá qual será a parceira da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), em sociedade de propósito específico que será criada para administrar o PTCD. Elaborado em parceria com a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, o PTCD ocupará uma área de 960 mil metros quadrados, pertencente a Terracap, avaliada em cerca de R$ 1,16 bilhão.

A empresa vencedora da concorrência ficará com 53,1% do negócio e será responsável por realizar os investimentos em infraestrutura — drenagem pluvial, pavimentação, abastecimento de água, coleta de esgoto e energia elétrica — e a operacionalização e manutenção da área. Apenas no primeiro ano será necessário investir R$ 243 milhões.

Setor aquecido

Impulsionado pelos órgãos públicos da administração federal, o DF é atualmente o terceiro maior mercado de TI do país, segundo o Sindicato da Indústria de Informação  do Distrito Federal (Sinfor-DF).  A região abriga mais de 700 empresas do setor que, juntas, geram 30 mil empregos e movimenta cerca de R$ 6 bilhões anuais, o equivalente a 3,5% do PIB da capital federal.

A expectativa do governo do DF é que, quando estiver em pleno funcionamento, o PTCD torne Brasília o segundo principal mercado de TI do país, gerando mais 24 mil empregos, com crescimento anual de 7%, principalmente nos setores de software corporativo e segurança de rede.

No mês passado, o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal inauguram um dos carros-chefes do projeto: o Complexo Datacenter Cidade Digital BB-Caixa. Trata-se da primeira Parceria Público-Privada (PPP) na modalidade de Concessão Administrativa do governo federal, que tem por objetivo de garantir a continuidade e a expansão dos negócios do BB e da Caixa para os próximos 15 anos, além de reduzir os riscos operacionais e de seguir normativos internacionais que tratam de segurança em TI em bancos.

O investimento para a construção e instalação de todo o complexo foi de R$ 322 milhões. O contrato dos bancos estatais com a GBT, empresa contratada para gerir o centro de processamento de dados, é de R$ 2,2 bilhões pelo período de 15 anos.

Tags: , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top