Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Começa a seleção de prefeituras para projeto Via Digital

Postado em: 13/09/2005, às 17:02 por Redação

O GeNESS (agente Softex de Florianópolis) lança a partir de amanhã 14 a enquete eletrônica que selecionará cinco prefeituras como casos piloto de informatização no projeto ?Via Digital ? Caminho Inteligente para a Informatização Pública?.

Além das cinco prefeituras, serão escolhidas ainda, no mínimo, cinco empresas desenvolvedoras de software e agentes indutores, como agentes Softex ou outros órgãos de interesse, para fazer parte dessa fase piloto. O questionário eletrônico estará disponível no site www.viadigital.ufsc.br, até o fim deste mês.

Serão quatro os atributos avaliados no questionário: capacitação técnica, capacitação financeira, motivação e capacidade de articulação. ?A prefeitura será escolhida não só pela maturidade do seu processo de informatização, mas também por outros aspectos econômico-sociais que giram em seu entorno, por exemplo, o grau de capacitação das empresas desenvolvedoras, o envolvimento dos agentes intermediadores e a proximidade a centros de pesquisa e universidades.?, diz José Eduardo De Lucca, representante do GeNESS e coordenador-geral do projeto.

Segundo ele esta é uma oportunidade para as prefeituras conquistarem a informatização a baixo custo, uma vez que o projeto cobre todas as despesas com desenvolvimento. Por outro lado, as empresas de software, além de serem contratadas, terão a chance de se especializar no mercado de software livre.

O projeto Via Digital visa a implantação de um centro de referência virtual (portal) que permita o acesso e o desenvolvimento compartilhado de software livre para gestão municipal, propiciando a construção de um acervo público de soluções com foco na realidade das pequenas prefeituras. Tudo via Software Livre (SL). ?Essa fase piloto é essencial para a ratificação do projeto, bem como, a criação das soluções modelo que farão parte do acervo?, explica De Lucca.

O órgão financiador do projeto, a Finep/FNDCT (Financiadora de Estudos e Projetos/Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) disponibilizará uma verba de R$ 1,6 milhão.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top