Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Estudo revela lento avanço da transformação digital nas empresas

Postado em: 13/09/2017, às 20:22 por Redação

Embora 84% das companhias globais afirmem que a transformação digital é fundamental para sua sobrevivência nos próximos cinco anos, apenas 3% delas completaram os esforços de transformação em toda a empresa. Isso é o que mostra o "SAP Digital Transformation Executive Study: 4 Ways Leaders Set Themselves Apart", um dos mais abrangentes estudos sobre o tema, realizado por iniciativa da SAP, divulgado na tarde dessa quarta-feira, 13, durante o SAP Fórum 2017.

Com base em resultados de entrevistas com mais de 3 mil executivos seniores em 17 países, o estudo identificou desafios, oportunidades, valor e tecnologias relevantes usadas na transformação digital.

Mais de metade das empresas na América Latina e no Brasil esperam aumentar seu faturamento entre 2017 e 2018, mas têm consciência de que, nos próximos dois anos, a velocidade das mudanças no mercado deve aumentar, gerando uma necessidade de acelerar também o "go to market".

Claudio Muruzabal, presidente da SAP Amérca Latina e Caribe, destaca ainda a importância, para todas as indústrias e não apenas para o varejo, da transformação digital. "Já não se trata mais, para as empresas de todos os segmentos, hoje, de uma simples escolha. A transformação digital é o motor essencial para receitas, lucros e crescimento no mercado".

A pesquisa realizada pela SAP avaliza plenamente as observações do executivo, apontando que 56% das empresas brasileiras esperam um crescimento de receita de 5,1% a 10% a partir da transformação digital já a partir do próximo ano. E 51% delas querem acelerar o mercado.

Enquanto hoje as empresas investem mais em Big Data e Analytics (63%), plataformas de segurança (59%), mobile (51%), Cloud (50%), Iot (45%), nos próximos dois anos elas investirão prioritariamente em Big Data e Analytics (78%), Cloud (61%), plataformas de segurança (58%), IoT (53%), Mobile (44 %), Aprendizado de Máquinas / AI (29%).

O estudo também mostra que os maiores desafios às iniciativas de transformação digital no Brasil são a falta de liderança (24%), falta de gerenciamento (19%) e de habilidades na força de trabalho (16%).

Impacto no varejo

A indústria de varejo está em plena transformação digital. O setor se encontra em um momento cheio de oportunidades e no qual a inovação é chave para se aproximar e dinamizar a conversa com uma nova geração de consumidores, muito mais atento e exigente. Segundo dados da Nielsen, já em 2018, os millenials representarão metade do consumo global e este número aumentará para 75% em 2025.

"O Varejo está-se consolidando como uma das indústrias estratégicas da SAP na América Latina. No primeiro semestre deste ano, as vendas deste setor totalizaram dois dígitos, tanto em soluções na nuvem como em instalações on premises", diz Muruzabal. Ele destaca que o momento do varejo é o de uma indústria em plena transformação digital. "Estamos em um momento muito especial para o setor, e a velocidade com que esse segmento cresce e se transforma não acontece por acaso, tem tudo a ver com os modelos e mudanças pelos quais o consumidor está hoje".

Para Muruzabal, mais do que nunca, o cliente deve ser o grande foco de atenção. "A experiência do cliente é a porta de entrada para uma transformação digital bem sucedida e as ferramentas do dia a dia, como as que proporcionam dados emergentes para entender os padrões de comportamento do cliente; a omnicanalidade para gerenciar o relacionamento, e as tecnologias emergentes como aprendizagem de máquina – capazes até de detectar o humor da pessoa de acordo com seus comentários – são vitais para gerar as respostas desejadas pelas empresas".

Grupo Boticário

Como exemplo, apresentou a estratégia do Grupo Boticário, que está levando seus negócios para a nuvem com o SAP Hana. Ele é o terceiro grupo de empresas de cosméticos do País e maior rede de franquia do mundo. Com mais de 4.070 lojas no Brasil e em nove outros países, o Boticário começou a jornada da transformação digital com uma variedade de soluções da SAP para simplificar seus negócios.

Nicolas Simone, CIO do Grupo Boticário, explica que a transformação digital da empresa está amparada na chamada TI Bimodal, onde parte da equipe se dedica ao dia-a-dia da operação e outra busca apoiar as áreas de negócios a inovar.

"Estamos reformando um prédio perto da fábrica em São José dos Pinhais, PR, que irá abrigar o Labs do Boticário, um espaço de coinovação onde nossa equipe irá interagir com Labs da SAP e outras startups para inovar no atendimento de nossos clientes", explicou executivo.

Antes dessa iniciativa, o grupo Boticário, por exemplo, já participou do projeto Inoweeks de coinovação com o SAP Labs, em São Leopoldo, RS, onde com uso de computação visual e a plataforma IOT SAP Leonardo, criou-se um sistema para visualização de produtos nas gôndolas das lojas, com o objetivo de repor estoque automaticamente para não perder vendas e liberar os vendedores para se dedicarem ao melhor atendimento do consumidor.  "Já fizemos estudo que comprova a validade dessa ideia", explica o executivo.

O presidente da SAP América Latina salienta que outros varejistas na região estão avançando com seus planos de transformação digital, como Lojas Marisa, Grupo Éxito, Liverpool, El Palacio de Hierro e Mabe.

Tags: , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top