Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Ministro defende maior competição para universalizar internet

Postado em: 13/11/2007, às 21:51 por Redação

O ministro das Comunicações, Hélio Costa, defendeu a redução nos custos da infra-estrutura de manutenção de computadores como forma de ampliar o acesso à internet no mundo. Ele reconheceu que apesar dos esforços que vêm sendo empreendidos pelos governos e por empresas em todo o mundo para reduzir o ?hiato digital?, ainda persistem as diferenças entre países desenvolvidos e em desenvolvimento, entre ricos e pobres.

Ao discursar no segundo dia do 2º Fórum para a Governança da Internet, que acontece no Rio de Janeiro até quinta-feira (15/11), o ministro disse que uma alternativa para reverter essa situação seria estimular a competitividade para a universalização do acesso à internet.

?Num cenário em que o setor de telecomunicações é de responsabilidade de operadores privados, além de mecanismos contratuais que os obriguem a alcançar índices de universalização dos serviços, especialmente em banda larga, é fundamental haver um ambiente de competitividade ampla e justa para garantir que o maior número de pessoas sejam incluídas no mundo digital?, defendeu Hélio Costa.

O ministro citou como exemplo bem-sucedido o programa brasileiro chamado originalmente de PC Conectado, que consiste num pacote de serviços para acesso à internet a preços baixos somado à aquisição de equipamentos com custos reduzidos.

Segundo Hélio Costa, o PC Conectado resultou em uma ampliação significativa do número de brasileiros que utilizam a rede mundial de computadores. Atualmente, de acordo com ele, já existem 20 milhões de internautas residenciais no país.

O ministro defendeu a redução dos custos de interconexão internacional, os quais, segundo ele, boa parte dos países em desenvolvimento é obrigada a pagar. ?Esses custos têm se tornado cada vez mais significativos à medida que o tráfego de voz e de dados têm sido realizados pela rede?, disse Hélio Costa.

Com informações da Agência Brasil.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top