Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Destituição de diretor reforça desarranjo da Microsoft na área de mobilidade

Postado em: 13/12/2011, às 16:01 por Redação

A Microsoft afastou Andy Less do cargo de vice-presidente da divisão Windows Phone, responsável pelo sistema operacional para dispositivos móveis da fabricante de software, segundo informa o All Things Digital, blog de tecnologia vinculado ao The Wall Street Journal. O vice-presidente corporativo da companhia, Terry Myerson, irá comandar interinamente a unidade.

A mudança é mais um capítulo da estratégia desencontrada da Microsoft no mercado de mobilidade, segundo analistas do mercado. Apesar de o Windows ser a plataforma para PCs mais utilizada no mundo, a companhia não conseguiu até agora se firmar no mercado de tablets e smartphones. Nem mesmo o acordo firmado pela empresa com a Nokia, no início de fevereiro, que prevê a adoção do sistema operacional pela fabricante finlandesa como plataforma de seus smartphones, conseguiu reverter, por enquanto, a situação da empresa nesse segmento de mercado. Os primeiros aparelho da Nokia com o Windows Phone, o Lumia 800 e Lumia 710, foram lançados em outubro deste ano e já estão à venda em países da Europa. Era esperado que os aparelhos chegassem neste fim de ano no Brasil, o que não irá acontecer. Ele estará disponível no mercado brasileiro somente no início de 2012.

O reflexo imediato disso é que, segundo estudo do Gartner, o Windows Mobile (versão anterior do Windows Phone) se manteve atrás do Android, do Google, e do iOS, da Apple, em participação de mercado no terceiro trimestre. Enquanto o sistema operacional da Microsoft registrou pífios 2,2% de market share no período, o Android atingiu 52,5% de representatividade e o iOS, 15%. Até mesmo o Symbian (16,9%), sistema operacional parcialmente descontinuado pela Nokia, ficou à frente da plataforma da fabricante de software.

Falha de segurança

O pior é que, antes mesmo de ser lançado no mercado, o Windos Phone tem sido alvo de críticas. Especialistas apontam que ele possui uma falha de segurança que desabilita uma de suas principais funções – o aplicativo de mensagens, que unifica diversos serviços e plataformas. Uma falha que causa o problema é exposta quando o aparelho recebe uma mensagem de texto via SMS, Facebook ou Windows Live Messenger. O recebimento faz o smartphone reiniciar e, a partir de então, o aplicativo de mensagens nunca mais volta a funcionar.

O problema, alertado pelo site Winrumors, foi testado em diversos aparelhos e fabricantes, como o Titan, da HTC, e o Focus, da Samsung. Segundo o site, as versões 7740, 4.5 e Mango apresentaram a mesma falha. O site fez um vídeo mostrando o problema e comunicou-o à Microsoft, que ainda não apresentou uma solução do caso.

Outro aspecto, talvez mais intrigante, é que mesmo sem saber qual será o desempenho do Windows Phone no mercado, a Microsoft já está em fase adiantada desenvolvimento do Windows 8, a próxima versão do sistema operacional para computadores que será destinada especificamente para tablets. Ele ainda não está completamente pronto, mas a empresa anunciou suas principais características durante o Build, evento recente para desenvolvedores, realizado nos Estados Unidos.

A Microsoft tem hoje uma missão difícil na divulgação do Windows 8. De um lado, ela deseja engajar os desenvolvedores de forma que a loja de aplicativo tenha muitas ofertas quando o produto for lançado oficialmente. Por outro lado, se for criada muita expectativa entre usuários finais e grandes empresas, pode fazer com que o upgrade para o Windows 7, lançado recentemente, seja postergado ou até mesmo que haja uma canibalização nas vendas, diz um especialista.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top