Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Indústria de semicondutores deve fechar o ano com queda de 3%

Postado em: 13/12/2012, às 12:03 por Redação

A indústria mundial de semicondutores deve encerrar o ano com receita de US$ 298 bilhões, o que, se confirmado, representará uma queda de 3% na comparação com 2011, de acordo com o Gartner. A consultoria também reduziu a projeção de crescimento para 2013 e agora estima que  receita deverá ficar em US$ 311 bilhões, crescimento de 4,5% em relação a este ano.

De acordo com o analista do Gartner, Peter Middleton, “o penhasco fiscal iminente fiscal, a crise financeira europeia, o crescimento mais lento dos mercados emergentes e as tensões regionais foram os principais fatores que pesaram para a redução das projeções". Ele observa que os níveis de estoque no início do segundo semestre deste ano já eram elevados e, com a baixa demanda por PCs, o mercado deve sentir um impacarto ainda maior.

O Gartner afirma que o mercado de semicondutores foi afetado também pelos preços dos chips de memória DRAM (usados em computadores), que não conseguiram se recuperar neste ano e não apresentam perspectiva de se reerguer antes da segunda metade de 2013. De todo modo, a consultoria diz que os chips de memória devem puxar a recuperação do setor, com 15,3% de crescimento, enquanto a  receita total de semicondutores deve atingir US$ 342 bilhões em 2014, um aumento de 9,9% em relação a 2013. Já a receita com chips de memória NAND (usados para armazenar imagens em câmeras digitais, tocadores de música e games) e com circuito integrado devem crescer 17,2% e 9,4%, respectivamente.

O panorama geral é que a produção de PC deve diminuir 2,5% neste ano, mantendo-se fraca em 2013. Já os PCs ultraportáteis terão forte expansão, principalmente em razaão da adoção de tablets, cuja produção deve crescer 38,5% em 2013, para 207,1 milhões de unidades. Já o crescimento da produção mundial de smartphones pode chegar a 33% no ano que vem.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top