Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Raytheon|Websense muda nome para Forcepoint

Postado em: 14/01/2016, às 17:18 por Redação

A empresa de cibersegurança Raytheon|Websense anunciou nesta quinta-feira,14, a mudança do nome da empresa, Forcepoint, além de novos produtos originados a partir da integração das empresas Raytheon Cyber Products, da própria Websense e da recém-adquirida empresa de firewall de última geração Stonesoft. Com isso, espera conseguir  uma abordagem renovada para atuação no mercado.

A Raytheon Company é um gigante com vendas de US$ 23 bilhões em 2014, 61 mil colaboradores no mundo, conhecida nos mercados de defesa, governo civil e cibersegurança em todo o mundo. Com um histórico de 93 anos, fornece equipamentos eletrônicos, sensoriamento, controle, comunicações de inteligência e uma grande diversidade de serviços de apoio a missões civis e militares.

A Websense faz parte do portfólio da Vista Equity Partners, uma sociedade de private equity sediada nos EUA, com mais de US$ 14 bilhões em compromissos cumulativos de capital. Atualmente investe em organizações de software, dados e do ramo de tecnologia dirigidas por equipes de gestão mundial com perspectivas a longo prazo.

A Forcepoint, recém-criada, oferece de tecnologias de segurança para ambientes de nuvem, mobilidade, Internet das Coisas (IOT) e outras – através de uma plataforma unificada e centrada na nuvem para proteção de redes e dados, gerenciamento uma serie de produtos e terminais. Ela protege contra ameaças internas e externas, detecta brechas de segurança, reduz o "dwell time" – o período entre o compromisso e a reparação – e impede roubo de dados.

John McCormack

John McCormack

"Com a Forcepoint, as organizações conseguem proteger usuários, redes e dados na nuvem, no percurso e no escritório. Simplificamos a conformidade, possibilitamos um melhor processo para a tomada de decisões e aperfeiçoamos a segurança, de modo que os nossos clientes possam concentrar-se no que é importante para eles", disse o CEO da Forcepoint, John McCormack.

"Forneceremos uma plataforma unificada e centrada na nuvem para defender contra ataques, detectar atividades suspeitas de forma mais antecipada e providenciar o contexto necessário para decidir quais medidas devem ser tomadas para deter o ataque e impedir o roubo de dados. Defender, detectar, decidir, derrotar – esta é a nossa visão para a Segurança 4D da Forcepoint. Temos a experiência, o compromisso financeiro e acesso contínuo à única tecnologia de segurança com o grau necessário de defesa para cumprir essa visão", acrescentou.

Tags: , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top