Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Siderúrgica de Tubarão informatiza produção de aço

Postado em: 14/10/2005, às 18:35 por Redação

A Companhia Siderúrgica de Tubarão (CST), dona de receita líquida anual em torno de US$ 1,8 bilhão, está concluindo a implantação de um sistema de gestão estratégica de informação para as áreas de metalurgia e produção de aço.

Em parceria com a Core Synesis, empresa especializada no segmento de Business Intelligence, o projeto tem como objetivo de tornar mais ágil a elaboração de gráficos e relatórios sobre o desempenho da companhia e facilitar a tomada de decisões operacionais, táticas e estratégicas.

?É uma ferramenta que oferece informações gerenciais de forma rápida e confiável. Com isso, somos capazes de antecipar surpresas que podem surgir no nosso negócio, fator crítico de sucesso em ambientes competitivos?, diz Flávio da Silva Almeida, CIO da CST.

Iniciado em janeiro de 2001, o projeto incluiu desde o diagnóstico da infra-estrutura na área de administração de dados e a construção de um plano diretor de Business Intelligence, até a confecção e implantação da solução. O treinamento de equipes internas da CST no uso das novas tecnologias também ficou a cargo da Core Synesis.

A implementação do ambiente de um data warehouse nas diversas áreas da companhia visa eliminar a necessidade de intervenção da equipe de TI para suprir informações analíticas específicas de cada processo de negócio. A capacitação dos especialistas para extrair suas análises e interagir diretamente com o aplicativo será de fundamental importância na redução do tempo de tomada de decisão.

No modelo anterior, muitas vezes, era necessário o suporte de TI em aplicações como obtenção de informações não contempladas nos sistemas transacionais. As soluções, portanto, não eram amigáveis ao usuário. Já no novo ambiente, o processo é muito mais simples e rápido. O usuário interage de forma dinâmica com o sistema para obter as informações de que precisa. Em instantes, recebe os relatórios e gráficos prontos.

Segundo Ivan Vargas Lopes, gerente da Core Synesis e responsável pela coordenação do projeto, a agilidade é garantida por uma estrutura baseada em três pilares. O primeiro capta informações dos sistemas de controle de produção da CST e abastece o data warehouse ? segundo pilar da estrutura. O terceiro disponibiliza o acesso do usuário à busca, ao cruzamento e ao processamento das informações solicitadas.

A base de dados integrada garante ainda a eliminação de ilhas de informação dentro da CST e gera informações muito mais acuradas. ?As decisões, nas mais diversas áreas, são tomadas com base nos mesmos valores, diminuindo o risco de erros de análise?, diz Almeida. ?Podemos manter dados históricos para análises estatísticas, automatizar os indicadores de desempenho dos processos e responder com mais agilidade novos requerimentos de consultas. E isso é ser mais competitivo. Começamos pela usina e estamos implantando o sistema em todas as áreas?, completa o CIO.

Além das vantagens citadas, Almeida ressalta os ganhos com a otimização de recursos de tecnologia da informação. Um exemplo é a redução de gastos com o treinamento de funcionários no uso de diversos softwares de consultas diferentes. ?Vale lembrar que este é um processo que tem uma curva de amadurecimento de médio prazo. Foi feito um grande investimento inicial e agora estamos começando a colher os frutos. Após essa etapa, em fase de finalização, teremos o custo de manutenção do ambiente e a gestão das análises geradas de acordo com a dinâmica do negócio?, conclui.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top