Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

McAfee faz recomendações para proteger novos dispositivos conectados

Postado em: 14/12/2011, às 14:26 por Redação

Do mais novo tablet a smartphones e laptops, dispositivos eletrônicos estão no topo da lista de desejos de muitos consumidores para este Natal. Ansiosos para utilizar os novos equipamentos, muitos presenteados carregam dados pessoais e fotos logo que os recebem, sem lembrar que, quando os novos aparelhos estão desprotegidos, são vulneráveis a infecções por malwares ou golpes de engenharia social que podem roubar informações pessoais.

Os cibercriminosos ampliaram seus ataques, com ameaças voltadas a diversos dispositivos e plataformas. Embora os malwares direcionados a Mac e dispositivos móveis ainda não sejam amplamente difundidos, estes malwares têm aumentado e as ameaças para PCs estão crescido significativamente.

“Para manter qualquer informação pessoal em segurança, é importante que os consumidores protejam seus dispositivos no momento em que começam a configurá-los”, afirma Gary Davis, diretor de Marketing Global de Produtos de Consumo da McAfee.

Para manter os consumidores manterem suas informações pessoais seguras, a McAfee ressalta algumas precauções simples:

• Proteja seus dados.
Recente pesquisa global revelou que usuários domésticos de Internet avaliam que seus ativos digitais, como fotos, contatos e entretenimento, têm valor aproximado de 37 mil dólares. A América do Norte teve a maior estimativa, com 55 mil dólares.

Considere adquirir um produto ou serviço de segurança que ofereça recursos de backup e restauração de dados, além de proteção avançada que permita localizar e bloquear o dispositivo e apagar seus dados remotamente em caso de perda ou roubo. Uma pesquisa da Good Housekeeping, de agosto de 2011, revelou que 30% das pessoas não fazem backup de seus arquivos e que, a cada três segundos, um disco rígido falha.

• Se você tem um equipamento da Apple, incluindo um iPad ou um iPhone, transfira as práticas recomendadas do PC para o produto.
A popularidade dos computadores e dispositivos da Apple levou a um aumento das ameaças direcionadas ao Mac OS X. De acordo com o McAfee Labs, no final de 2010, foram registradas cinco mil ameaças voltadas para a plataforma Mac, e esse número tem aumento 10% ao mês. Para se proteger, instale um software de segurança desenvolvido especificamente para a plataforma. O serviço iCloud da Apple dispõe de diversas ferramentas para sincronizar, fazer backup e proteger seus dados. Utitlize as configurações de segurança originais do seu dispositivo para solicitar uma senha de acesso.

• Se você adquiriu um novo computador ou netbook, certifique-se de que foi instalado um software de segurança abrangente – apenas um software antivírus não é suficiente. Faça o backup regularmente.
Diariamente, são identificados 8,9 mil novos sites mal-intencionados (fonte: relatório de ameaças do segundo trimestre de 2011 da McAfee) e, em 2010, os malwares custaram 2,3 bilhões de dólares aos consumidores (fonte: Consumer Reports – USA organization). O software de segurança deve incluir, no mínimo, antivírus em tempo real, firewall bidirecional, antispyware, antiphishing e recursos de pesquisa segura. Níveis adicionais de proteção abrangem antispam, controle para os pais, proteção de rede sem fio e proteção antirroubo que criptografa documentos financeiros confidenciais.

• Softwares gratuitos podem deixá-lo desprotegido.
Softwares de segurança gratuitos proporcionam proteção básica. Uma pesquisa do USA Today, em setembro de 2010, com 16 empresas de antivírus, mostra que soluções de segurança gratuitas geralmente não contam com recursos importantes, como firewall, verificações da qualidade dos sites e atualizações automáticas.

Para garantir proteção contra ataques emergentes, procure softwares que forneçam proteção em tempo real com dados atualizados na nuvem continuamente. Verifique se o produto instalado no seu dispositivo é uma versão de teste. Caso seja, é necessário adquirir uma assinatura para ter proteção constante contra ameaças recém-descobertas.

• Pesquise e compre de forma segura.
Certifique-se de usar uma solução de segurança de sites que informe quais domínios são seguros e quais são arriscados. O software McAfee® SiteAdvisor® está incluso em todas as suítes de segurança para consumidores da McAfee. Ao fazer compras on-line, procure o selo de confiança McAfee SECURE™, que indica que o site passou pelo teste diário de mais 10.000 vulnerabilidades conhecidas. Além disso, leia atentamente as políticas de segurança e de privacidade da loja antes de realizar a compra.

• Cuidado com scarewares ou softwares de antivírus falsos.
Os scarewares fazem os usuários acreditar que seus computadores estão infectados para induzi-los a “comprar” um software de antivírus falso e informar seus dados pessoais e financeiros, geralmente por meio de pop-ups. O número de scarewares cresceu em mais de 600% entre 2008 e 2010 e estima-se que atinjam um milhão de usuários da Web por dia (fonte: relatório de 2010 da McAfee).

Em 2011, pela primeira vez, antivírus falsos para Mac se tornaram uma ferramenta para os cibercriminosos (fonte: relatório de ameaças do segundo trimestre de 2011 da McAfee). Não compre softwares antivírus por anúncios em pop-ups. Adquira a solução de segurança de um fornecedor confiável.

• Atente às atividades on-line de seus filhos.
Mantenha o computador em uma área comum da casa e converse sobre quais são as informações apropriadas para o compartilhamento on-line. Lembre-se de que, ao navegar na Internet, seus filhos podem não ser prudentes e clicar em links e sites desconhecidos, aumentando o risco de ameaças. Para evitar o acesso a conteúdo inapropriado, use uma ferramenta de filtragem de conteúdo da Web que limite o acesso on-line e o conteúdo que pode ser visualizado e sempre acompanhe de perto as atividades deles.

Para obter mais informações sobre como proteger seus filhos, visite o Centro de Informações de Segurança para a Família da McAfee e leia o plano de segurança na Internet em 10 passos da McAfee para sua família (em português).

• Se seu filho tem um dispositivo de jogos ou entretenimento, lembre-se de que os equipamentos se conectam à Internet e são vulneráveis às mesmas ameaças que os PCs.
Faça cópias confiáveis de jogos para proteger seu investimento. Aproveite os controles integrados para os pais que podem ajudar a proteger as crianças de jogos violentos ou estabelecer quando o dispositivo pode ser usado. Alguns jogos permitem que as crianças joguem com estranhos na Internet, por isso considere utilizar ferramentas de monitoramento das atividades. Além disso, conecte o equipamento apenas a uma rede Wi-Fi segura e não armazene informações pessoais.

• Utilize tecnologias que protejam suas informações também em dispositivos de armazenamento removível.
Considere o uso de uma unidade USB com recurso de criptografia segura para gravar suas informações, a fim de que não possam ser lidas caso o equipamento seja roubado ou perdido. Compre um software de segurança para proteger seu disco rígido portátil e crie uma senha de acesso.

• Ameaças direcionadas a smartphones e tablets têm crescido.
Os malwares voltados para dispositivos móveis estão em ascensão e a plataforma Android é o principal alvo. De acordo com a McAfee, ataques voltados para essa plataforma aumentaram 37% conforme apontado no relatório do terceiro trimestre de 2011 da McAfee.

Aplicativos mal-intencionados são ameaças crescentes, portanto atente à instalação de produtos desenvolvidos por terceiros e faça downloads apenas de lojas confiáveis. Leia os comentários de outros usuários e certifique-se de que as permissões de acesso do aplicativo fazem sentido.

Proteja-se também contra a perda de dados e faça backup dos seus dispositivos móveis regularmente.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top