Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Emerson aumenta lucro em 12% no 1º trimestre fiscal de 2007

Postado em: 15/02/2007, às 22:19 por Redação

A Emerson, fabricante de sistemas de energia para CPDs e telecomunicações, anunciou que seu faturamento líquido no primeiro trimestre fiscal de 2007, encerrado em 31 de dezembro de 2006, foi de US$ 5,1 bilhões, um aumento de 11 % em relação aos US$ 4,5 bilhões do mesmo período do ano anterior. O lucro líquido no período cresceu 12%, atingindo a marca de US$ 445 milhões, o correspondente a um lucro líquido por ação de US$ 0,55.

?O primeiro trimestre da Emerson mostra a força da distribuição global de nosso leque de negócios,? disse o presidente e CEO da empresa, David N. Farr. ?O desempenho obtido no primeiro trimestre é a primeira etapa de um ano em que a Emerson deve continuar mostrando um faturamento sólido e fortalecimento dos lucros.?

Excluindo-se o impacto das aquisições e vendas de ativos (5%) e taxas de câmbio favoráveis (2%), o volume de vendas aumentou 4% no trimestre. O faturamento internacional ficou 11% acima do trimestre anterior, com forte crescimento observado na Ásia e América Latina. Este foi o primeiro trimestre em que as vendas no mercado internacional representaram mais de 50% do total das vendas da empresa.

No mercado internacional, o mercado americano mostrou uma retração de 2%, tendo como motivo principal o fraco desempenho dos mercados de ar-condicionado residencial no segmento da Emerson Climate Technologies. Isso já era esperado, tendo em vista que esse mesmo mercado mostrou uma movimentação especialmente forte no ano passado, quando o setor fez a conversão aos novos padrões energéticos 13-SEER.

No primeiro trimestre fiscal de 2007 os lucros da Emerson ficaram um pouco acima do esperado, e a tendência em novos pedidos continuou forte durante o período. Com base nesses fatores, a empresa espera que o lucro anual por ação fique entre US$ 2,50 e US$ 2,60, correspondendo a um crescimento da ordem de 12% a 16%. Esse desempenho projetado se baseia num crescimento de volume de vendas na faixa de 5% a 7% com um aumento de 8 % a 11% no faturamento contábil.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top