Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

AMD participa de projeto de sustentabilidade em parceria com a HP

Postado em: 15/08/2011, às 21:33 por Redação

A fabricante de chips AMD anuncia esta semana a participação no projeto de sustentabilidade em parceria com a HP e Universidade Clarkson e a Autoridade de Desenvolvimento e Pesquisa Energética do Estado de Nova York (NYSERDA), nos Estados Unidos. O projeto de pesquisa analisa o desafio de toda a indústria de canalização de energias renováveis diretamente para os centros de dados.
O apoio da Nyserda e de fontes adicionais de financiamento privado permite que esta proposta, desenvolvida por engenheiros da AMD em conjunto com a Universidade Clarkson, entre na fase de pesquisa. Os alunos começarão as experiências sobre o gerenciamento eficaz de dados por meio de uma rede distribuída com base em energia renovável. Para Alan Lee, vice-presidente corporativo de Pesquisa e Desenvolvimento Avançado da AMD, o desafio mais importante é direcionar a energia para os centros de dados a partir desses recursos energéticos renováveis, sem depender de uma rede elétrica tradicional de grande escala.
A segunda fase do projeto prevê a incorporação de elementos de hardware, incluindo o Performance Optimized Datacenter (POD, centro de dados otimizado de performance) da HP, totalmente integrado com servidores HP ProLiant usando o processador AMD Opteron™, construído especificamente para eficiência energética e computação em nuvem.
Como a energia eólica e solar pode ser intermitente, este estudo irá também analisar as questões críticas sobre como deslocar automaticamente uma carga de computação entre os centros de dados e manter a confiabilidade. "O modelo de distribuição de computação de nuvem se assemelha ao modelo de distribuição de geração de energia solar e eólica", afirma Lee. "Um objetivo final é a co-localização de fontes dinâmicas de energia com recursos dinâmicos de computação para melhorar a economia, o desempenho e os benefícios ambientais das duas infraestruturas", conclui o executivo.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top