Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Setor de mobilidade reage bem ao acordo

Postado em: 15/08/2011, às 18:14 por Victor Hugo Cardoso Alves

O mercado de mobilidade reagiu positivamente à compra da Motorola Mobility pelo Google. A Nasdaq fechou esta segunda-feira, 15, em alta de 1,48%, entretanto, as ações de boa parte das empresas de mobilidade, principalmente dos fabricantes, saltou mais de 10%.
A Motorola Mobility chegou a registrar alta de mais de 60% em suas ações, mas fechou o dia com avanço surpreendente de 55,78%, cotada a US$ 38,12. A Nokia também teve uma alta considerável, de 17,35%, com suas ações valendo US$ 0,93. Já os papéis da Research In Motion, fabricante do Blackberry, tiveram elevação de 10,38%, cotados a US$ 2,55.
Por fim, Microsoft e Apple também registraram expansão, mas em proporção menor. As ações da fabricante de softwrae, dona do Windows Phone, subiram 1,63%, para US$ 25,51, enquanto que os papéis da fabricante do iPhone, fecharam o dia cotados a US$ 383,41, expansão de 1,7%.
Segundo analistas, a finlandesa pode ser beneficiada pela transação, já que outras fabricantes que usam o sistema Android, do Google, como a HTC e a Samsung, possam adotar com mais intensidade o Windons Phone em suas estratégias de portfólio, evitando ficarem presas ao Android, que apesar de continuar a ser um software aberto, passará a ser uma platfaorma de um novo concorrente de mercado. Isso porque, com a compra da Motorola Moiblity pelo Google, a Microsoft passa a ser a única empresa que conta com um sistema operacional que não está atrelado a algum fabricante. Mas isso, apenas de certa forma, já que a companhia detém um acordo bastante importante com a Nokia.
O de mercado sênior da Frost & Sullivan, Fernando Belfort, pontua que fabricantes como HTC, Samsung, entre outros, podem ponderar mais se continuarão baseando boa parte de sua estratégia em um sistema atrelado a um concorrente. Na sua visão, o negócio abre uma brecha importante no mercdo para o Windows Phone, da Microsoft, ser mais cogitado pelas fabricantes. Tal possível aumento da visibilidad e adoção da plataforma , inclusive, beneficia a Nokia, já que a parceria com a Microsoft é a principal estratégia de ambas as empresas no setor de mobilidade.
Entretanto, o Google deu garantias aos seus atuais parceiros que manterá o Android como uma plataforma aberta e que seguirá divindo os esforços com eles no desenvlvimento de soluções com o Android. Tanto que, para minimar o impacto do anúncio da compra da Motorola Mobility no mercado, o Google entrou em contato com seus principais parceiros para avisar sobre o negócio e explicar que este tinha como principal objetivo reforçar o portfólio de patentes da empresa no segmento de mobilidade, fato que pode, inclusive, auxiliar em processos judiciais envolvidos parceiros como Samsung e HTC, que por conta do uso do Android em seus dispositivos, são alvos de acusações de violação de patentes. Vale ressaltar, que o acordo foi recebido de maneira positiva por tais parceiros.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top