Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Qualcomm aposta em M2M e smartbooks

Postado em: 15/10/2009, às 15:50 por Samuel Possebon

Depois de conseguir colocar sua plataforma para lojas de aplicativo em duas operadoras brasileiras (Claro e TIM), a Qualcomm mostra que está disposta a expandir sua atuação na área de serviços junto às operadoras brasileiras. A próxima etapa será o mercado de machine-to-machine. "É um setor muito promissor para o qual as operadoras norte-americanas estão criando divisões específicas, e o mesmo deve acontecer aqui", disse Len J. Lauer, executivo-chefe de operações da Qualcomm Inc, que veio esta semana ao Brasil para participar da Futurecom. Entre as aplicações que estão despontando como mais promissoras para M2M estão aplicações de monitoramento de saúde e monitoramento doméstico. "Com as smart grids das empresas de energia, é possível fazer o controle do consumo de uma casa remotamente, e isso usa a plataforma de M2M", explicou. O gerenciamento dessas aplicações é uma área em que a Qualcomm tem grandes expectativas de atuação.
A empresa está também demonstrando uma série de outras áreas de desenvolvimento, incluindo a área de displays que não consomem energia (Mirasol). "É uma tecnologia que pode ser usada em telas de até 10 polegadas e que ajuda a reduzir significativamente o consumo de bateria dos aparelhos". A LG é o primeiro fornecedor de handset a utilizar a tecnologia Mirasol, adquirida pela Qualcomm.
Aposta nos Smartbooks
Outra área em que a Qualcomm está colocando várias fichas é no segmento de computadores pessoais. A empresa deve entrar nesse setor a partir de meados de 2010, quando chegarem às lojas a primeira linha de computadores baseados no chipset Snap Dragon, hoje utilizado em smatphones. A Qualcomm desenvolveu chips com maior capacidade de processamento para atender ao uso em netbooks. Mas existe uma diferença: por ser um chip desenvolvido originalmente para celular, ele proporciona uma economia de energia quatro vezes maior do que os chips de netbooks atuais, o que permitirá o uso ininterrupto dos computadores por um dia inteiro. Segundo Lauer, a Qualcomm já tem acordos com 18 fabricantes de computadores, que devem começar a colocar os produtos nas lojas no final do primeiro semestre de 2010. Entretanto, o Snap Dragon é um chip baseado na arquitetura ARM, o que significa que os smartbooks não poderão ter, por enquanto, sistema operacional Windows.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top