Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Brasileiros devem gastar em média R$ 397 com presentes de Natal

Postado em: 15/12/2014, às 17:10 por Redação

Entre os dias 29 de outubro e 2 de novembro, o Groupon realizou uma pesquisa entre seus usuários, em 10 países diferentes, e descobriu alguns fatos curiosos. Os brasileiros devem gastar em média R$ 397 com presentes de Natal, algo em torno de R$ 44 em cada um – para os poloneses, o valor é semelhante, R$ 368 no total e R$ 41 individualmente. Os australianos são os mais esbanjadores, investindo algo em torno de R$ 1.400 nas lembranças natalinas. O estudo contou com 12 mil respondentes, no Brasil, Reino Unido, Holanda, França, Polônia, Alemanha, Itália, Espanha, Bélgica e Austrália. O Brasil está entre os dez mercados mais relevantes para o Groupon, entre os 47 países onde a companhia está presente.

"Com a pesquisa, queremos conhecer um pouco mais sobre a cultura e sobre os hábitos de consumo locais, em alguns dos maiores mercados do Groupon. Como estamos presentes em 47 países, conseguimos fazer um retrato global bem interessante, além de identificar dados importantes para nossa campanha de Natal", declara Michel Piestun, CEO do Groupon para a América Latina.

Nos 10 países onde o Groupon realizou a pesquisa, cerca de 45% do total de entrevistados afirmaram que preferem receber presentes de caráter pessoal e com um significado especial. Em segundo lugar vêm as viagens com a pessoa amada, com média de 28,1%. A maioria dos entrevistados (45,1%), em todos os países participantes, diz não se estressar com o Natal. Esse índice é menor no Brasil, de apenas 29%. Por aqui, a correria e os preparativos para a data começam no início de dezembro, para 41,6% dos respondentes; o mesmo acontece na Holanda, para 39,4%. Os italianos são os mais adiantados: 30,5% deles começam as compras assim que as lojas adotam motivos natalinos.

No Brasil, trocar os presentes recebidos é uma prática comum para 43% dos entrevistados, ao contrário dos poloneses ? apenas 1,7% vão às lojas para escolher um novo item. Por aqui, a mãe é considerada a pessoas mais difícil de presentear, para 18% dos entrevistados. Caso esquecessem-se de comprar presente para alguém, a maioria dos poloneses (35,3%) daria a desculpa de que encontrou o presente perfeito, mas que ele não chegaria a tempo para o Natal. Os brasileiros são os mais sinceros: 73,6% admitiriam o esquecimento.

Veja o infográfico abaixo:

Groupon

Tags: , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top