Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Uso de Internet no celular é similar ao da banda larga fixa, aponta Opera

Postado em: 16/02/2010, às 19:07 por Samuel Possebon, de Barcelona

Uma das empresas com maior experiência em analisar e entender o comportamento dos usuários de Internet móvel é a Opera, desenvolvedora do browser homônimo, que domina o mercado de navegadores para celular. Segundo Christen Krogh, chief development officer da Opera, se existe uma lição a ser tirada é que o comportamento do usuário em um rede móvel é muito parecido com o que ele tem quando conectado a uma rede fixa, e que mesmo em aparelhos que não sejam iPhone ou Android, haverá uso intenso da rede de dados se a operadora estimular com pacotes e explicar ao usuário que ele pode se conectar por aquele dispositivo. Ele diz que ainda existem cerca de 5 bilhões de pessoas no mundo que não utilizam a Internet e que esse número pode ser muito menor se forem contados os dispositivos que podem se conectar à rede por plataformas móveis. Só no mês de janeiro, segundo o levantamento feito com base nos browser Opera, houve mais de 50 milhões de usuários ativos de Internet que acessaram 23 bilhões de páginas, e o perfil de comportamento e sites mais visitados por meio do broser para celulares é impressionantemente similar ao comportamento nos browsers para computador, diz Krogh, que participou de debate sobre como a Web 2.0 se integrará aos dispositivos móveis nesta terça, 16, durante o Mobile World Congress, em Barcelona.
Roaming de dados
No mesmo debate, Tony Holcombe, presidente da Syniverse (empresa especializada em negociações de roaming) disse que em 2009, com toda a crise no mercado norte-americano, o roaming de dados cresceu 220%. "Isso porque não estamos nem perto de ter 50% de penetração de smartphones. Quando isso acontecer, as redes simplesmente não vão dar conta", disse, em tom catastrófico. Para ele, se as operadoras não conseguirem alternativas rapidamente (espectro, por exemplo), o colapso é inevitável: "Elas estão caminhando em direção à parede", disse. Holcombe também chamou a atenção para o declínio no roaming de voz, sobretudo internacional, em função das altas tarifas cobradas pelas operadoras.

Tags: , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top