Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Convergencia de plataformas é a estratégia da Microsoft para retomar espaço no mercado mobile

Postado em: 16/05/2012, às 11:51 por Guilherme Sorgine

A convergência entre múltiplas plataformas é o caminho adotado pela Microsoft para recuperar o espaço perdido no mercado de smartphones, afirmou o gerente de produtos Windows Phone da empresa, Décio Farias. Segundo ele, a integração entre as plataformas móvel (Windows Phone), fixa (Windows) e de games (XBox) pode ser um diferencial na disputa pelo consumidor de produtos mobile, em um mercado cuja concorrência com gigantes como Google e Apple torna-se cada vez mais acirrada.

“Já chegamos a ter mais de 30% do mercado móvel, mas perdemos espaço nos últimos anos para Google e Apple. Com o Windows Phone e as novas parcerias com fabricantes como Nokia, Samsung e HTC, estamos embarcando novamente no trem”, disse o executivo, que acha difícil, contudo, recuperar, ao menos no curto prazo, a mesma fatia do mercado. “Mesmo que nesse primeiro momento não consigamos recuperar todo o espaço que tínhamos, é uma forma de nos reposicionarmos”, afirmou.

Perguntado se uma atualização do Windows Phone poderia se seguir ao lançamento da nova versão do Windows, prevista para o segundo semestre de 2012, Décio não confirmou, mas deu a entender que esse deve ser um caminho natural, em função da ideia de “convergência entre as três telas (desktop, smartphones e games)” que vem pautando as ações da Microsoft.

“A ideia é que caminhemos cada vez mais rumo a uma convergência entre essas três plataformas. Isso já pode ser notado nas interações entre o Windows Phone e o Xbox, e com certeza vai estar ainda mais evidente no Windows 8”, disse ele.

Sobre a parceria com a Nokia, cuja linha Lumia (equipada com Windows Phone) foi lançada recentemente com bastante destaque no Brasil, ele afirma que ainda é cedo para uma avaliação dos resultados, mas se disse bem impressionado com as reações iniciais no País.

“Ainda não temos dados consolidados, pois  trata-se de um lançamento realizado há poucos meses, mas temos a medida do sucesso pela rápida adesão (ao Lumia) pelas quatro grandes operadoras. Passado o Dia das Mães, poderemos ter uma ideia melhor de como está sendo a recepção do público brasileiro”, disse.

Apps

Outro ponto abordado por Farias foi o desenvolvimento de apps para Windows Phone, tido como um dos pontos fracos da plataforma da Microsoft, que ainda fica para trás diante da enorme oferta de aplicativos para iOS e Android.

Segundo ele, a oferta de apps no Marketplace da empresa já ultrapassa o número de 80 mil, e vem evoluindo rapidamente: uma média de 340 apps novos por dia são criados para o Windows Phone, sendo 66% deles gratuitos e 34% pagos, a um preço médio de US$ 1,43.

O Brasil, segundo ele, é um dos grandes mercados potenciais para a plataforma. “Antes mesmo do lançamento da parceria com a Nokia, já havíamos feito workshops e disponibilizado o acesso ao SDK para o desenvolvimento de softwares. Estamos tendo uma resposta muito boa do mercado, e a tendência é de alta”, afirmou.

Farias participou do painel de abertura do 11º Tela Viva Móvel, que acontece até esta quinta-feira, 17, em São Paulo.

Tags: , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top