Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

FTC processa Intel por abuso de posição dominante no mercado

Postado em: 16/12/2009, às 14:25 por Redação

A Federal Trade Comission (FTC), órgão do governo americano que investiga contratos comerciais e dados fiscais de empresas e pessoas físicas, anunciou nesta quarta-feira, 16, que entrou com processo contra a Intel, no qual acusa a empresa de práticas anticompetitivas no mercado de PCs.
Na ação, a FTC incrimina a fabricante por abuso de sua posição dominante no mercado de chips e de coagir fabricantes de computadores a usar apenas os seus produtos em vez dos concorrentes.
De acordo com o diretor do birô de competição da FTC, Richard Feinstein, a gigante dos chips entrou, há cerca de uma década, numa campanha deliberada para prejudicar todos aqueles que ameaçam seu monopólio no mercado. "A Intel tem demonstrado uma postura arrogante frente às regras e princípios para uma justa competição estabelecidos pelo governo americano. Com a ação judicial pretendemos remediar o mal que a companhia causou aos seus concorrentes, à inovação tecnológica e aos consumidores", sentenciou.
Segundo o texto da acusação, a Intel usa um procedimento que consiste em ameaças contra as empresas que não utilizam seus chips e recompensa para as que usam.
Em comunicado publicado em seu site, a Intel alega que a FTC foi "desorientada" por "informações colhidas na última hora" que "não foram apuradas". A empresa acredita que o órgão regulador americano não quer apenas que a lei seja respeitada, e sim "criar novas regras para ditar como as companhias devem conduzir seus negócios".
Ainda no comunicado, o vice-presidente sênior da companhia, Doug Melamed, defende que um acordo deveria ter sido buscado. Ele declarou que as conversas entre as empresas iam bem até que a FTC se envolveu, "criando problemas que tornam a atuação da Intel impossível dentro de um mercado tão competitivo". Melamed ataca a decisão dizendo que ela custará aos americanos "dezenas de milhões de dólares" para sustentar o litígio.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top