Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

GT Advanced, parceira da Apple, obtém aprovação para liquidar dívida de US$ 439 mi

Postado em: 16/12/2014, às 14:32 por Redação

A GT Advanced Technologies obteve aprovação de um tribunal de falências dos EUA ao acordo para liquidação da dívida que tem com a Apple, o que afasta a ameaça de litígio. As empresas haviam firmado parceira em uma fábrica de vidro de safira no Arizona, resistente a riscos, para telas do iPhone e de outros smartphones, empreendimento de US$ 439 milhões que foi financiado pela Apple, mas que resultou num retumbante fracasso.

A GT Advanced entrou com o inesperado pedido de recuperação judicial (Chapter 11, como é conhecido nos EUA) em outubro, após uma série de problemas financeiros e na produção do material da tela do smartphone.

A aprovação ao acordo veio depois de a GT Advanced e a Apple terem concordado com os termos da liquidação da dívida e às exigências dos principais credores, que tinham ameaçado entrar com um pedido de falência contra a companhia. O acordo desvincula a GT Advanced da Apple e mantém o litígio sobre controle, o qual poderia trazer enormes prejuízos à dona do iPhone em razão da dissolução do acordo.

Termos desfavoráveis

Até hoje, no entanto, não se sabe exatamente o que provocou o racha na parceria e no relacionamento comercial entre as empresas. Mas analistas e profissionais do setor, no entanto, atribuem os aparentes problemas de fluxo de caixa da GT Advanced a termos desfavoráveis de um acordo com a Apple, que envolvia a construção de uma cara fábrica para produzir o vidro de safira exclusivamente para a Apple, sem que a criadora dos iPhones tivesse obrigação de comprar o produto. O grande revés, porém, veio em setembro passado, quando seu material foi deixado de fora dos novos iPhones.

Documentos judiciais revelam que a GT Advanced acusa a Apple de não manter a empresa como um fornecedor "cativo", e também diz que foi vítima de interferências da Apple no processo de fabricação, sujeito a mudanças de especificações. Além disso, a empresa alega que tentou um acordo com o "cliente", que supostamente se recusou a comprar ou a negociar.

A Apple respondeu, por seu lado, que a GT Advanced a deixou sem material de tela de safira, além de ter gerado centenas de milhões de dólares em dívida. "A Apple reconhece que o empreendimento ambicioso para produzir safira em quantidades significativas, a um custo razoável, falhou", admite a fabricante em documento judicial protocolado por seus advogados.

Os credores da GT Advanced examinaram o acordo com a Apple para garantir que não sofrerão danos valiosos. Como credora, sócia-proprietária e cliente, a fabricante do iPhone ficaria vulnerável a uma série de ações judiciais se não conseguisse o acordo, por ser a garantidora da dívida da empresa. James Carr, advogado do comitê oficial de credores não cobertos por seguro, disse que a preocupação era se GT Advanced seria capaz de obter financiamento e continuar a conduzir os negócios normalmente enquanto se reestrutura, segundo o The Wall Street Journal.

O acordo, aprovado na segunda-feira,15, em uma audiência no Tribunal de Falências do Estado de New Hampshire, dá a GT Advanced o prazo de quatro anos para vender seus equipamentos para fabricação de vidro de safira e para pagar a dívida a Apple. Para acalmar os credores, a Apple concordou em garantir uma fatia maior na compra do vidro para tela à GT Advanced.

Tags: , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top