Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Amazon pode criar sistema próprio de pagamento móvel

Postado em: 17/04/2013, às 14:37 por Redação

 A Amazon pode estar se preparando para criar um sistema próprio de pagamento online e passar a concorrer diretamente com o PayPal, serviço de pagamento online controlado pelo eBay. Os rumores ganharam dimensão no mercado internacional após a patente registrada em 2009 pela varejista online ter sido publicada na última terça-feira, 16, pelo Escritório de Patentes e Marcas Registradas dos Estados Unidos (USPTO, na sigla em inglês). A tecnologia limita a quantidade de dados trocada entre os envolvidos em uma transação de pagamento móvel (mobile payment).

A patente descreve que pagamentos móveis anônimos permitem que usuários façam ou recebam pagamentos sem revelar informações pessoais ou privadas. Para isso, é preciso fazer um registro antes de obter o serviço que, segundo o blog de tecnologia TechCrunch, seria a criação de uma "conta" presumivelmente operada pela Amazon. Com o serviço, os usuários recebem códigos temporários, que expiram após a finalização da transação. Nenhuma informação, seja do vendedor ou do comprador, é revelada, sendo a Amazon a única envolvida com a identidade das duas partes. Se implantado, o serviço concorrerá diretamente com o PayPal e outros sistemas intermediários de pagamento, conhecidos por garantir operações seguras entre usuários em sites de leilões e lojas virtuais. 

O blog destaca que a Amazon vem trabalhando com novas formas de pagamento móvel desde o ano passado, quando rumores diziam que a varejista buscava cadeias menores de fornecedores de pagamento com ofertas significativamente mais baixas em taxas de processamento de cartões de crédito para comerciantes.

Smartphone próprio

Outro rumor é que a Amazon estaria desenvolvendo um smartphone próprio. O assunto inundou a rede mundial após fontes ligadas à empresa afirmarem ao TechCrunch que a varejista comprou a Evi. A Amazon teria desembolsado US$ 26 milhões pelo software de assistente pessoal por voz da empresa. Quando surgiu, nos Estados Unidos, a Evi chegou a ter seu aplicativo banido da Apple Store por se parecer demais com a Siri, assistente pessoal desenvolvida pela Apple. Após algumas modificações, a companhia voltou a inserir seu software na loja de apps da fabricante. A tecnologia da Evi também está disponível para Android.

Procurada pelo site, a Amazon não quis comentar o assunto.

 

Tags: , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top