Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Perda das teles com erros de tarifação e fraude pode chegar a US$ 300 bi

Postado em: 18/05/2012, às 17:38 por Redação

As operadoras de telefonia móvel em todo o mundo podem perder, juntas, quase um quarto de suas receitas anuais – cerca de US$ 300 bilhões – em razão de fraudes e erros de bilhetagem/tarifação até 2016, de acordo com um estudo da Juniper Research. O relatório da empresa de pesquisas aponta, porém, que com a implantação de soluções de revenue assurance (garantia de receitas) e gerenciamento de fraude, elas têm condições de reduzir substancialmente o prejuízo em mais de US$ 250 bilhões no perído.

Intitulado "Mobile Revenue Assurance & Fraud Management: Business Strategies & Forecasts 2012-2016” (Garantia de Receita e Gerenciamento de Fraude Móvel: Estratégias de Negócios e Previsões 2012-2016) o estudo constatou que, à medida que o nível de eventos passíveis de cobrança aumentou – as receitas das operadoras totalizaram mais de US$ 900 bilhões no ano passado – as redes têm experimentado um aumento da fuga de receita em todo o ciclo de vendas.

O estudo observa que, além da fuga frequentemente de receita por causa de erro no sistema – que varia de faturamento incorreto a registos de chamadas que não são transmitidos para o sistema, para a classificação e cobrança –, as redes também estão experimentando um forte aumento de atividades fraudulentas.

Segundo o relatório, os níveis de perda de receita hoje são mais acentuados na África e no Oriente Médio, onde há altas taxas de fraude por desvio de interconexão (em que os fraudadores evitam o pagamento de taxas de terminação de chamadas) e clonagem de SIM cards, tipo smartcard utilizado para identificar, controlar e armazenar dados de telefones celulares de tecnologia GSM.

No entanto, segundo Windsor Holden, autor do relatório, a introdução de uma abordagem mais formal de gestão de risco pode aliviar significativamente esse problemas. "Com a consolidação e automatização dos processos operacionais, a operadora pode estabelecer visibilidade de 360 graus de toda a cadeia de receita, a fim de detectar perdas ocultas ou atividades fraudulentas rapidamente. O que é necessário é uma combinação de análise em tempo real e inteligência de negócios proativa."

Ele observa, porém, que, devido ao fato de que tanto a garantia de receitas quanto a gestão de fraudes utilizarem os mesmos dados, as operadoras podem e devem implantar uma única plataforma tecnológica que permite ambos os conjuntos de operações. Holden diz que a falta de colaboração interdepartamental e do compartilhamento de informações continuam o maior obstáculo para a redução da perdas.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top