Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Hospital Sharjah eleva eficiência de seu sistema de informações de saúde

Postado em: 18/06/2012, às 21:02 por Redação

A escolha pelo sistema de gestão clínica baseado no sistema InterSystems  levou o Hospital Sharjah (UHS) a alcançar o nível 6 do modelo de adoção EMR (EMRAM) do HIMSS Analytics. “O Hospital Universitário de Sharjah é o primeiro dos Emirados Árabes Unidos a alcançar o prestigiado nível 6 e se une a um grupo muito seleto de hospitais de classe mundial que implementaram com sucesso esse alto estágio de tecnologia da informação para a saúde, que efetivamente reduz custos, aprimora a qualidade do cuidado ao paciente e aprimora os níveis de segurança”, diz Michel Amous, country manager da InterSystems para Oriente Médio e Índia.

O InterSystems TrakCare foi implementado inicialmente em março de 2011 e proporciona ao hospital um sistema de saúde unificada que possibilita que todas as informações dos pacientes, clínicas ou não, sejam armazenadas em um único Prontuário Eletrônico.

De acordo com Amous, o grande motivador da premiação foi a implantação de recursos avançados de segurança, como o registro de entrada de ordem médica computadorizada (computerised physician order entry – CPOE) e a documentação online do profissional de saúde – ambos suportados por um sistema de apoio à decisão clínica para oferecer aos médicos as melhores práticas em orientação baseada em evidências.

O trabalho dos enfermeiros é suportado pelo sistema abrangente de documentação de enfermaria, apoiado pela segurança proporcionada pelo Closed Loop (closed loop medication administration – CLMA), recurso de administração de medicação onde cada dose de medicação é verificada pelo escaneamento de código de barras, antes de ser entregue ao paciente, garantindo que os direitos de entrega na medicação sejam atingidos. O Closed Loop proporciona um novo nível de segurança ao paciente no que diz respeito à administração de medicamentos.

O Dr. Amr Abdel-Hamid, conselheiro especial de Sua Alteza e chairman do board do Hospital, afirmou que “A inauguração do Hospital Universitário Sharjah, em junho de 2011, representou a realização da visão de Sua Alteza o Sheik Dr. Sultão bin Mohammed Al Qassimi, dirigente de Sharjah e Membro do Conselho Supremo, de proporcionar aos residentes dos Emirados Árabes Unidos em geral, e aos de Sharjah, em particular, acesso a um serviço de saúde de nível mundial. Alcançar o nível 6 é um grande passo em direção à realização dessa visão”.

A HIMSS Analytics desenvolveu o Modelo de Adoção do Prontuário Eletrônico em 2005, como uma metodologia para avaliação do progresso e impacto de sistemas eletrônicos de histórico clínico para hospitais na base de dados HIMSS Analytics. Acompanhando seu progresso em oito estágios, os hospitais podem rever a implementação e utilização da tecnologia da informação com o objetivo de alcançar o nível 7, que representa um ambiente avançado de Prontuário Eletrônico dos pacientes.

Em resumo, os hospitais de elite que se qualificam para o estágio 6 atingiram marcos consideráveis, tais como:

• Comprometimento dos executivos e investimentos significantes para alcançar este nível;
• Vantagem significativa sobre seus competidores em relação à segurança do paciente, suporte clínico e marketing competitivo para recrutamento de clientes e profissionais;
• Tornaram seus Prontuários Eletrônicos quase totalmente automatizados e sem papel ao implementar a tecnologia da informação;
• Estão, ao menos, iniciando a avaliação de seus dados para melhorias nos processos de cuidado aos pacientes, ou já documentaram avanços significantes nesse quesito;
• Fizeram investimentos que estão ao alcance da maioria dos hospitais e reconhecem o valor estratégico de melhorar o cuidado ao paciente por meio do Prontuário Eletrônico;
• Criaram alinhamentos estratégicos com sua equipe médica para efetivamente utilizar a TI para aprimorar a segurança do paciente;
• Estão bem posicionados para proporcionar dados aos principais stakeholders, como pagadores, governo, médicos, clientes e empregados, para dar suporte aos ambientes de Prontuário Eletrônico e intercâmbio de informações de saúde.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top