Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Combate à pirataria ganha adesão de gigantes do setor

Postado em: 18/10/2005, às 19:01 por Redação

A BSA (Business Software Alliance), organização internacional que se dedica a promover um mundo digital seguro e legal, anuncia que cinco novas empresas (SolidWorks, Sybase, The MathWorks, UGS e McAfee) passaram a fazer parte do quadro de membros regionais da BSA no Brasil. A entidade conta hoje com 27 membros em todo o mundo.

Segundo o consultor jurídico da BSA, André de Almeida, a chegada dessas cinco empresas ao quadro de membros regionais tem um significado de extrema importância para o trabalho de combate à pirataria de software no Brasil. ?Para a BSA, é importante que tenhamos parceiros engajados nas iniciativas de combate à pirataria no setor de software. Esses novos parceiros reforçam o trabalho que temos desenvolvido em defesa da indústria de software e reitera a importância que os maiores fabricantes do setor têm emprestado ao Brasil", diz o consultor.

Nos últimos anos, a entidade tem se dedicado, junto com o governo brasileiro, as autoridades locais e representantes do setor de tecnologia, a promover ações de combate à pirataria de software e proteção à propriedade intelectual e aos direitos autorais.

Para o country manager da SolidWorks no Brasil, Marcos Xavier, a pirataria de software é um problema mundial e muito sério. ?Somente no Brasil, de acordo com os analistas de mercado, as perdas da indústria somam US$ 659 milhões por ano. Em 2004, a taxa ficou em 64%, com um aumento de três pontos percentuais em relação a 2003.?

Uma das principais causas do desrespeito à propriedade intelectual no país, segundo Xavier, é a falta de fiscalização, que facilita especialmente a pirataria em pequenas e médias empresas. Para ele, essa questão, além de séria, é considerada estratégica. ?Por isso estamos expandindo nossa participação nessa luta, nos filiando à BSA na América Latina. Acreditamos que isso irá endossar as atividades da entidade via sanções e campanhas educacionais", diz.

O Brasil encontra-se atualmente na 15ª posição do ranking no mercado de consumo de produtos pirateados em geral.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top