Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Com ações em alta, valor de mercado da Apple pode atingir até US$ 1 trilhão

Postado em: 18/11/2014, às 13:04 por Redação

A estratégia da Apple de fazer o desdobramento de suas ações (split), anunciada em junho, apresentou resultados melhores que o esperado e, ao que tudo indica, a previsão feita pela empresa de que seus papéis poderiam alcançar o valor de US$ 800 rapidamente vem se confirmando.

A avaliação de um alto executivo do fundo de hedge Omega Advisors, Steve Einhorn, inclusive, é que, com essa valorização das ações, o valor de mercado da Apple deve atingir até US$ 1 trilhão. Atualmente, a companhia tem valor de mercado de cerca de US$ 670 bilhões, segundo dados da agência de notícias Thomson Reuters.

Na segunda-feira, 17, as ações da empresa abriram o pregão na Nasdaq negociadas a US$ 114,53. Se for feito o ajuste com base no split de 7 para 1 — realizado em 9 de junho —, o valor da ação é de US$ 801,71, segundo cálculo de Howard Silverblatt da S&P Dow Jones Indices. Nesta terça-feira, 19, os papéis da Apple estão sendo negociados abaixo desse valor, a US$ 114,01, o que equivale a US$ 797,86, numa cotação pré-desdobramento.

As ações da Apple acumulam alta de cerca de 42% neste ano, impulsionadas por fortes vendas do iPhone. Mas para atingir US$ 1 trilhão de valor de mercado a distância ainda é de 49%.

Analistas ouvidos pelo jornal USA Today não acreditam numa ascensão muito rápida das ações. O preço médio dos papéis da empresa nos últimos 18 meses ficou em US$ 117, mas para alguns investidores esses analistas estão sendo muito conservadores, dada a maneira agressiva com que as ações estão subindo.

Estratégia do desdobramento

O split da Apple foi feito na proporção de sete novos papéis para cada um existente. Isso significa que cada acionista da Apple recebeu seis ações adicionais para cada ação que possuía a partir de 2 de junho. Dessa forma, cada ação da companhia passou a valer US$ 92 na abertura do pregão do dia 9 de junho, ante US$ 645,57, no encerramento do pregão do dia 6 de junho. A mudança não afetou, porém, o valor da empresa — que continuou a ser a mais valiosa do mundo em capitalização de mercado.

À época do anúncio, o CEO Tim Cook disse que o desmembramento era necessário para aumentar o número de ações em circulação, reduzindo o preço de cada ação, e colocar o preço das ações ao alcance de mais investidores individuais, aumentando potencialmente a demanda para seus papéis. De fato, desde 2009 o preço das ações da Apple não ficava abaixo de US$ 100. Com o desdobramento, a quantidade de papéis em circulação da Apple vai passar de cerca de 861 milhões para cerca de 6 bilhões ações.

Desde que anunciou o plano de desdobramento das ações no fim de abril, o primeiro em nove anos, os papéis da Apple subiram 23%, enquanto o índice Standard & Poors 500 subiu apenas 4%, no período. Além disso, ela expandiu seu programa de recompra de ações de US$ 60 bilhões para US$ 90 bilhões porque, segundo disse Cook à época, os papéis estavam subvalorizados. Ele calcula que, ao todo, a empresa vai retornar mais de US$ 130 bilhões aos acionistas até o fim de 2015, acima de sua meta inicial de US$ 100 bilhões. Com informações de agências de notícias internacionais e da Nasdaq.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top