Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Intel anuncia fusão das divisões de processadores para PCs e dispositivos móveis

Postado em: 18/11/2014, às 16:02 por Redação

Atenta ao processo de convergência entre os dispositivos — PCs, smartphones, tablets e TVs —, a Intel anunciou que vai promover a fusão de suas divisões de processadores para PCs e dispositivos móveis. Para isso, a fabricante de chips disse que vai criar uma nova unidade no início do próximo ano, denominada Grupo de Computação do Cliente (Client Computing Group), a qual reunirá a equipe que desenvolve processadores para desktops e laptops com a equipe do chip Atom para smartphones e tablets.

A mudança foi comunicada na segunda-feira, 17, pelo CEO Brian Krzanich, através de um e-mail interno, segundo informou o porta-voz da Intel, Chuck Mulloy. A fusão das divisões, de acordo com o CEO, tem como objetivo melhorar a comunicação entre as equipes de produtos e ajudar a companhia a expandir o escopo de fabricantes que utilizam seus produtos. "O mercado continua a evoluir rapidamente, e precisamos mudar ainda mais rápido para ficar à frente", disse Krzanich no e-mail, de acordo com o Wall Street Journal, que publicou a notícia em primeira mão.

Até agora, as duas divisões da Intel têm atuado com uma separação bastante clara: o mercado de PCs suprido por seus potentes processadores,e o mercado de smartphones e tablets por seus chips Atom de baixo consumo de energia. Ocorre que, ao concentrar o foco nos ultrabooks, nova categoria de computadores pessoais que tem características de um híbrido de notebook, tablet e smartphone, a empresa vê o risco de perder market share. Os processadores Core M, por exemplo, são usados em laptops tradicionais, mas também em computadores híbridos e tablets.

"A estrutura atual da empresa não corresponde ao caminho para a qual o mercado está indo. Com a expansão da indústria, essas linhas criam uma indefinição", disse Mulloy. "A questão é se estamos organizados para mapear para onde o mercado está indo."

Em seu e-mail, Krzanich disse que as mudanças serão feitas a partir de janeiro de 2015. O Grupo de Comunicações Móveis (Mobile Communications Group), como é denominado, será dividido. As equipes que desenvolvem processadores móveis vão se juntar ao novo grupo de clientes, enquanto o restante, os funcionários dedicados ao desenvolvimento de chips para modems, serão transferidos para um novo grupo de pesquisa e desenvolvimento (P&D) de tecnologia sem fio.

Herman Eul, que atualmente comanda o grupo móvel, vai supervisionar a transição para a nova estrutura, até pelo menos o final do primeiro trimestre de 2015, e depois será anunciado para um novo cargo, segundo Mulloy.

A reorganização se deve à necessidade da Intel melhorar sua posição no mercado de smartphones e tablets, hoje dominado por chips da fabricante britânica ARM Holdings. A fabricante anunciou que vendeu mais de 15 milhões de processadores para tablets neste ano. O Grupo de Comunicações Móveis registrou uma perda operacional de mais de US$ 1 bilhão no terceiro trimestre, em parte porque os fabricantes de tablets ainda relutam em usar seus chips.

Tags: , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top