Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

BNDES e Stratus fazem aporte de capital na Senior Solution

Postado em: 19/10/2005, às 21:23 por Erivelto Tadeu

O Stratus Banco de Negócios, instituição de venture capital e private equity, e o BNDES, através de sua empresa de participações, o BNDESPar, o anunciam hoje um aporte de capital na Senior Solution, fornecedora nacional de software para o mercado financeiro. O investimento vai atingir R$ 7 milhões no curto prazo, incluindo o aporte e capital próprio da empresa.

"Com o aporte dos dois novos sócios, nossa expectativa é dobrar o faturamento, que neste ano deve ficar em R$ 15 milhões, para cerca de R$ 30 milhões até 2007", afirma Bernardo Gomes, presidente da Senior Solution, ao dizer que a meta da empresa é aumentar também o market share para 70% no nicho de soluções para controle de operações bancárias entre os 50 maiores bancos do país.

A estratégia da Senior para isso, segundo Gomes, é fomentar a adoção pelas instituições financeiras do SBS (Senior Banking Solution) como uma espécie de ERP para a gestão de operações bancárias. O plano da empresa é lançar mão de um marketing mais agressivo para que elas passem a adotar o sistema, seja de forma gradual, em módulos, ou no formato completo, que ela chama de "full banking system".

De acordo com o executivo, a operação conjunta entre Stratus e BNDES dará também maior capacidade para a Senior implementar seus planos de expansão, com a compra de outras empresas do setor, e desenvolver novos produtos. A idéia é adquirir empresas cujos produtos possam completar a sua linha atual, como ocorreu com a Netage no ano passado. ?A previsão é comprarmos de quatro a sete empresas até 2007?, diz Gomes, adiantando que já está em negociações avançadas com duas delas e estuda a possível compra de outras quatro empresas.

A Senior, que foi uma das beneficiadas pelo Prosoft, linha de financiamento do BNDES e Softex para estimular a competitividade da indústria brasileira de software, diz que ainda está estudando a estratégia de exportação. "Antes é preciso entender as necessidades do mercado externo e desenvolver uma intensa campanha de marketing", diz Paulo Dutra, diretor comercial da companhia, adiantando que a estratégia inclui parcerias com empresas locais dos países e aproveitar a presença da empresa nos bancos estrangeiros que atuam no Brasil para conseguir uma inserção internacional.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top