Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Fitch dá nota AA à emissão de debêntures da Contax Participações

Postado em: 19/11/2012, às 19:59 por Redação

A agência de classificação de risco Fitch Ratings atribuiu nota nacional AA à emissão de debêntures da Contax Participações. Em comunicado enviado ao mercado nesta segunda-feira, 19, a agência avalia a perspectiva do rating da primeira emissão de debêntures da companhia, no valor de R$ 400 milhões, com vencimento final em 2018, como estável. Ela ressalta que a emissão de debêntures conta com garantia da principal empresa do grupo, a Contax S.A.

A Fitch aponta que os ratings da companhia permanecem suportados pela forma conservadora com que a empresa vem “administrando sua alavancagem financeira, combinada a uma satisfatória posição de liquidez e administrável perfil de vencimento da dívida”. Os ratings, segundo ela, também se apoiam na forte posição de mercado da Contax Participações, líder no mercado brasileiro de contact center, com participação estimada de 30% na receita, o que permite ganhos de eficiência nas operações.

A agência observa que a atividade neste segmento ocorre por meio das empresas Contax e Dedic, que, somadas, detêm 51 mil posições de atendimento, distribuídas em 37 unidades. O grupo também possui operações de contact center em outros países da América Latina (Argentina, Colômbia e Peru), além de operações de trade marketing e tecnologia da informação, que, embora ainda não sejam muito representativas para o resultado consolidado, permitem complementar os serviços prestados.

A Fitch também avalia que o negócio de terceirização de contact center da Contax no Brasil e no exterior apresenta perspectiva de crescimento, baseada na ainda reduzida penetração deste serviço no mercado corporativo. Tal perspectiva deverá beneficiar o crescimento dos negócios da companhia no médio e longo prazo e resultar em maiores ganhos de escala. De 2005 a 2011, o setor apresentou crescimento médio anual de 12% no Brasil. No mesmo período, em parte impulsionada por aquisições, a Contax registrou crescimento médio anual de sua receita líquida consolidada de 19%, sendo de 23% nos primeiros nove meses de 2012 em comparação ao mesmo período de 2011.

A agência ressalta que a Contax vem gradualmente recuperando sua rentabilidade, após ter apresentado fraco desempenho em 2011. No ano passado, as atividades foram negativamente afetadas por maiores gastos com pessoal (70% do custo), despesas atreladas às aquisições realizadas e efeitos negativos da reformulação do contrato de prestação de serviço com um importante cliente. “Neste ano, a empresa tem se beneficiado da medida, implementada pelo governo, de desoneração da folha de pagamento, válida até 2014. Segundo estimativas da Contax, em base anual, a medida deve gerar um ganho ao redor de R$ 80 milhões”, diz o relatório da Fitch. Todavia, ela considera desafiador o retorno da rentabilidade, em bases recorrentes, aos patamares apresentados até 2010.

Por outro lado, a agência também apontou como risco o aumento significativo dos custos com pessoal e a forte concentração em alguns clientes e em setores da economia, que podem pressionar os resultados futuros. Há ainda o risco de mudanças na legislação trabalhista que possam onerar sua principal variável de custo, a mão de obra, afetar de forma significativa a rentabilidade de seus negócios e diminuir a atratividade da terceirização de serviços de contact center para os clientes.

A Fitch não considerou qualquer subordinação entre as dívidas da Contax e as das suas subsidiárias operacionais, tendo em vista o acesso irrestrito da empresa ao caixa dessas companhias.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top