Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

IBM investirá US$ 300 mi na construção de centros de backup

Postado em: 20/08/2008, às 17:59 por Redação

A IBM anunciou que vai investir US$ 300 milhões para construir 13 data centers em todo o mundo. O propósito é fornecer uma opção de contingência aos clientes corporativos para manterem o negócio instalado e funcionando, principalmente durante os períodos de inatividade dos sistemas, ocorrência de catástrofes naturais ou de turbulência política.

De acordo com Philippe Jarre, gerente geral de continuidade de negócios e da unidade de serviços de resiliência, tem havido um grande aumento na demanda por esses serviços nos últimos 18 meses. "A procura, ao que parece, está refletindo no crescimento do negócio", disse ele, sem revelar os números de vendas. "Até poucos anos atrás, as empresas podiam retomar seus negócios depois de várias horas ou alguns dias de parada de suas redes. Agora, dada a crescente dependência que elas têm de suas redes globais, a recuperação tem de ser feita em meros minutos", disse Jarre.

As grandes empresas podem ter seus próprios sistemas redundantes ou data centers para recuperação de negócios. Isso é especialmente verdadeiro no caso de bancos e corretoras de valores, cujas oportunidades ou prejuízos podem surgir numa questão de minutos. A IBM ressalta que o investimento representa uma nova abordagem para os serviços de recuperação de negócios, que utiliza o conceito de cloud computing e cujo trabalho pode ser mantido por computadores instalados em data centers em todo o mundo e acessados rapidamente pelos usuários. "Este investimento é o início de um novo modelo de continuidade de negócios", enfatizou Jarre.

Para o analista da Gabriel Consulting Group, Dan Olds, a recuperação de negócios pode ser mais eficiente em termos de custos e encurtar os tempos de parada com o uso de cloud computing. "Do ponto de vista concorrencial, isso é absolutamente para onde o mercado está caminhando", disse ele à reportagem da versão on-line do jornal americano New York Times. O obstáculo para muitas empresas, segundo ele, é passarem confiança. "Você deixaria que a IBM ou qualquer outra empresa mantivesse os seus dados com ela?", pergunta Olds. E ele mesmo responde: "A IBM tem uma forte imagem de confiança, dada a sua longa história como fornecedora de tecnologia para inúmeras empresas. Mas, indiscutivelmente, a confiança pode ser um inibidor", observou.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top