Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Brasil perde cerca de US$ 160 bi por ano com falhas em projetos de TI

Postado em: 20/10/2009, às 19:29 por Redação

Um estudo recente da International Association of Software Architects dos Estados Unidos revela que entre as maiores preocupações das grandes empresas está a avaliação das perdas em TI, que representam cerca de US$ 6,2 trilhões em todo o mundo. No Brasil, este valor chega a US$ 160 bilhões ao ano, sendo que o maior volume de gastos em projetos de tecnologia é com serviços de consultoria.
Diante desse cenário, uma das grandes discussões no mercado é sobre a mensuração dos gastos com TI, ou seja, até que ponto as empresas estão investindo da maneira correta. Segundo Thoran Rodrigues, diretor de pesquisa e desenvolvimento da Stone Age tech, especializada em soluções para gestão de bancos de dados corporativos, investir corretamente é uma questão subjetiva, pois depende do objetivo do projeto, do cliente e de suas necessidades. "A realidade atual é que diversas empresas iniciam projetos em 'áreas da moda' de TI, simplesmente porque seus concorrentes estão realizando ações similares, sem se preocuparem se o projeto se integra com a estratégia corporativa da empresa", avalia.
Rodrigues explica ainda que um projeto bem-sucedido precisa levar em conta diversos fatores e, muitas vezes, a confiabilidade da solução contratada é mais importante que preço ou funcionalidades. "Ao mensurar os gastos de TI e medir o retorno sobre os investimentos nos projetos, é preciso considerar o custo total de propriedade da solução contratada, o que envolve consultoria, hardware, software, treinamento, manutenção, suporte e, ainda, a redução de custos obtida com a automação dos processos."
Ainda conforme Rodrigues, dezenas de fatores podem impactar diretamente no sucesso de um projeto, desde o cumprimento de prazos e orçamentos estabelecidos até o apoio corporativo ao mesmo. Ele defende que a utilização de soluções de baixo custo e com tempo de implantação reduzido poderiam melhorar bastante os índices de sucesso dos projetos, minimizando, assim, as perdas. "A utilização de metodologias diferenciadas de desenvolvimento de sistemas e execução de projetos auxilia bastante nestes dois quesitos e também na melhoria da qualidade das soluções entregues", conclui.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top