Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

HP vende controle na joint venture H3C para fundo de private equity chinês por US$ 2,3 bi

Postado em: 21/05/2015, às 14:55 por Redação

A HP confirmou nesta quinta-feira, 21, a venda de sua participação majoritária na joint venture chinesa H3C Technologies, especializada no desenvolvimento e venda de equipamentos e software de rede. Depois de muita negociação e como já era previsto, a fabricante americana fechou negócio com o fundo de private equity Tsinghua Holdings, ligado ao governo chinês e controlado pela Universidade de Tsinghua, que vai adquirir os 51% da operação. A Universidade de Tsinghua é considerada uma equivalente ao Massachusetts Institute of Technology, o renomado MIT, da China.

A Tsinghua Holdings vai pagar cerca de US$ 2,3 bilhões pela participação, segundo pessoas que participaram das negociações disseram ao The Wall Street Journal. Mesmo com a venda, a HP vai manter 49% de participação na empresa e terá o direito de nomear o presidente e o diretor financeiro da H3C. Ela também fica com uma parte do portfólio que é menos sensível politicamente. As tensões nas relações entre a China e os EUA têm forçado companhias americanas de tecnologia a se livrar de vários ativos chineses e a HP vinha sofrendo pressão nesse sentido.

Desde o ano passado, quando começou a procurar compradores, a HP não escondia que daria preferência para investidores chineses, visando facilitar a transação, diante da resistência de Pequim de que grupos estrangeiros detenham o controle de companhias nacionais, e para melhorar as perspectivas da operação na China. Em março passado, o jornal americano informou que a empresa estava próxima de um acordo para vender a participação à Tsinghua.

Número 1 na China

A nova H3C, que hoje tem cerca de 8 mil funcionários e US$ 3,1 bilhões em vendas anuais, terá um portfólio composto por produtos de tecnologia da informação corporativa. Agora, nas mãos dos chineses, ela passa a ser uma das principais fornecedoras de hardware, assumindo a primeira posição no mercado em equipamentos de rede e a terceira em servidores e consultoria de TI na China.

Com a venda do controle, a HP assegurara também a manutenção de alguns negócios independentes no país, incluindo software, operações de nuvem e as unidades de impressão e de computadores pessoais que, juntos, irão gerar aproximadamente a mesma receita anual que ela obtinha como H3C.

A HP herdou a H3C quando comprou a fabricante de dispositivos de rede 3Com, em 2010, por cerca de US$ 3 bilhões. A H3C foi formada em 2003 como uma joint venture entre a chinesa Huawei Technologies e a 3Com. O H em seu nome significa Huawei e o 3C, 3Com. A companhia cresceu rapidamente e se tornou uma grande força no mercado de telecomunicações no continente asiático, antes da 3Com ser adquirida pela Huawei em 2006.

A HP, na realidade, está no meio de uma ampla reestruturação. No ano passado, a empresa anunciou que iria se dividir em duas — uma empresa focada no mercado corporativo de hardware e serviços e a outra, voltada à fabricação de computadores pessoais e impressoras. A HP também deu sinais de que poderá fazer aquisições no segmento corporativo, e o dinheiro da venda da participação na H3C poderá reforçar esse plano.

A conclusão da venda do controle da H3C está prevista para o fim deste ano, após as aprovações dos órgãos reguladores e outras condições de praxe.

Tags: , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top