Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Biblioteca Digital e Sonora pode tornar país destaque na inclusão, diz especialista

Postado em: 21/08/2008, às 18:56 por Redação

Foi inaugurada nesta quinta-feira, 21, a Biblioteca Digital e Sonora da Universidade de Brasília (UnB) para pessoas com deficiência visual. A biblioteca vai disponibilizar on-line e fisicamente cerca de 600 títulos digitalizados e sonorizados, e não apenas por meio de CDs, de acordo com o coordenador do Serviço de Gerenciamento da Informação Digital da UnB, Jefferson Dantas. Segundo ele, a iniciativa vai permitir que o leitor tenha acesso aos livros sem sair de casa.

O projeto da UnB pode levar o Brasil a alcançar uma posição de destaque mundial no quesito inclusão de pessoas com deficiência. A avaliação é da coordenadora do Programa de Apoio às Pessoas com Necessidades Especiais da Universidade de Brasília (UnB), Patrícia Raposo, que participou da cerimônia de inauguração. "É uma forma de eliminar uma grande barreira que é a falta de acesso à informação e ao conhecimento. Com isso, visamos democratizar o acesso à educação e à cultura, possibilitando a essas pessoas ler, escrever, editar textos, pesquisar, enfim, construir conhecimentos e saber."

Patrícia lembra que as pessoas cadastradas com login e senha terão acesso irrestrito aos livros e textos adaptados e que a UnB pretende inserir ainda material literário internacional. Segundo ela, obras do escritor brasileiro Machado de Assis, por exemplo, consideradas de domínio público, foram sonorizadas em voz humana e estão disponíveis na biblioteca. Documentos e artigos, em sua maioria, foram digitalizados e sonorizados por meio de um ledor eletrônico, já que tem como destino um público mais seleto como estudantes e pesquisadores.

Para a montagem do acervo digital e sonoro foi necessário um trabalho de adaptação do material e do próprio site da biblioteca por meio de um programa de computador específico, que não impõe "barreiras" no momento do acesso, segundo Dantas. "Tudo que tiver de imagem tem que ter uma legenda ou uma explicação para que o deficiente tenha acesso a essa informação também. Geralmente, muitos sites possuem animações que estão disponíveis apenas para quem tem a visão. Quem não tem, acaba encontrando uma barreira. A nossa preocupação foi a de tornar o site mais simples, mas contendo os mesmo recursos dos outros."

Dantas lembra que, apesar de contar com um acervo atual de cerca de 600 títulos, a idéia é que a biblioteca digital e sonora cadastre, anualmente, uma média de mil arquivos. A maioria dos livros é sonorizada por ledores humanos enquanto documentos e artigos são digitalizados e sonorizados pelo próprio sistema.

Para ter acesso aos textos, a pessoa deve contatar a Biblioteca Central da UnB para fazer o cadastro. Dantas destaca que o login e a senha serão fornecidos apenas após a comprovação da deficiência visual por meio de um laudo médico, já que a legislação de direitos autorais permite a disponibilização digital dos títulos apenas em casos específicos como esse. "É só vir aqui, pegar informação sobre qual conteúdo a pessoa quer e o pessoal auxilia na pesquisa. As cabines têm computadores com recursos como ledores de tela e também o próprio site tem orientação de como utilizar esse conteúdo. Há também a opção de pegar o CD."

A Biblioteca Digital e Sonora está disponível para todas as pessoas com deficiência visual, desde alunos da própria UnB até a comunidade externa – inclusive usuários estrangeiros. Quem quiser ser voluntário para "sonorizar os livros" também pode entrar em contato com a universidade. O telefone é o (61) 3307-2413.

Com informações da Agência Brasil.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top