Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Empresas de médio e grande porte lideram adoção de software, diz estudo

Postado em: 22/05/2012, às 12:29 por Redação

Pelo menos um terço das empresas brasileiras introduziram softwares novos ou que passaram por um aperfeiçoamento significativo em sua rotina no ano passado, segundo dados do TIC Empresas 2011, estudo conduzido pelo Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (CETIC.br). De acordo com a pesquisa, as de médio (49%) e grande porte (50%) foram as que mais adotaram essa prática.

Dentre os principais motivos para isso, o mais citado, foi a “melhoria de processos e procedimentos internos”, citada por 44% dos entrevistados. Na sequência, está o “ganho de produtividade e eficiência”, mencionado por 22% dos participantes. Também foram listados “atender a demandas de clientes e fornecedores” (12%) e “integração do software ao produto da empresa” (11%). Já a “diferenciação e adaptação à concorrência” foi o principal motivo da implantação de novos softwares para apenas 8% das empresas, e a “viabilização de novas atividades e tarefas” para 7% delas.

Em relação ao uso da internet nas organizações brasileiras, o estudo aponta que praticamente todas com 10 ou mais funcionários possuem computadores e acesso à web (99% e 98% respectivamente). Além disso, também pode ser visto o aumento em índices como a posse de rede LAN com fio e sem fio, que alcançaram, respectivamente, 88% e 68% das corporações. “O cenário econômico brasileiro favorável parece ter contribuído para o crescimento regular da infraestrutura tecnológica”, diz Alexandre Barbosa, gerente do Cetic.br.

Desafios para a incorporação efetiva das TICs

Desde 2005, as atividades que utilizam Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) mais realizadas nos negócios analisados são “enviar e receber e-mails” (99% delas declararam ter realizado esta atividade em 2011), “buscar informações sobre produtos ou serviços” (92%), e “outras buscas de informação e atividades de pesquisa” (84%). Em menor proporção estão o monitoramento de mercado (59%), uso de mensagens instantâneas (55%), recrutamento de pessoas (39%). Por fim, o uso de telefone (VoIP) e a vídeo conferência via Internet (24%) e a entrega de produtos online (13%), são realizadas por um pequeno grupo de empresas.

Outro indicador que mostra estabilidade ao longo dos anos é a proporção de empresas com sítios web na internet. De acordo com a pesquisa, 60% possuem um website ou página na internet e quase a totalidade (93%) os utiliza para oferecer informações institucionais. Os recursos menos comuns nesses sítios web são “sistema de pedidos ou reserva/carrinho de compras” (17%) e “pagamento online/completar transação” (12%), o que sugere a existência de um menor percentual de companhias com condições para seus clientes finalizarem pedidos de compra de produtos e serviços online.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top