Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

HP confirma corte de 27 mil funcionários e divulga queda no lucro

Postado em: 23/05/2012, às 18:08 por Redação

Conforme rumores da semana passada, a HP anunciou a demissão de 27 mil funcionários em todo o mundo com objetivo de enxugar de US$ 3 bilhões a US$ 3,5 bilhões em gastos. As demissões equivalem a 8% do total do quadro de empregados e serão realizadas até o fim do ano fiscal 2014.

Com o plano estratégico, a HP espera simplificar os processos de negócio e entregar melhores resultados. A economia será investida em inovação nas áreas de computação em nuvem, big data e segurança. A companhia não descarta, entretanto, outros segmentos para receber aportes financeiros.

"Algumas dessas ações são difíceis, pois envolvem a perda de trabalhos. Elas são necessárias, contudo, para melhorar a execução e garantir a saúde da companhia em longo prazo", justificou a CEO da HP, Meg Withman, em comunicado. O impacto deve ser sentido já no ano fiscal vigente 2012.

Balanço

A empresa também divulgou os resultados do segundo trimestre do ano fiscal 2012, encerrado em 30 de abril. A HP amargou queda de 31% no lucro do período em comparação com o mesmo exercício fiscal do ano anterior, totalizando US$ 2,3 bilhões. A receita teve declínio de 3% e chegou a US$ 31,6 bilhões.

A área de computadores pessoais (PSG) permaneceu estável. A receita de produtos para a área comercial aumentou 3%, enquanto para consumidores finais teve queda de 4%. A venda de computadores de mesa registrou elevação de 5%, enquanto a unidade de notebooks viu seu desempenho 6% inferior.

O segmento de serviços, por sua vez, teve receita 1% inferior na comparação em relação ao mesmo exercício fiscal do ano anterior. A área de impressoras e servidores também registraram resultado negativo, de 10% e 6%, respectivamente, na mesma comparação.

A performance positiva ficou por conta do segmento de software, com elevação de 22%, impulsionada por serviços de software, com alta de 72%. Licenças (7%) e suporte (17%) também registram alta.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top