Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

BlackBerry recupera parte do lucro com forte expansão nas vendas de software no 1º trimestre fiscal

Postado em: 23/06/2015, às 12:23 por Redação

A BlackBerry anunciou nesta terça-feira, 23, os resultados financeiros referentes ao primeiro trimestre do ano fiscal de 2016, encerrado em 30 de maio. A companhia fechou o trimestre com lucro líquido de US$ 68 milhões, expressiva alta de 195% em relação aos US$ 23 milhões registrados em igual período do exercício fiscal de 2015. Por outro lado, a receita caiu de US$ 966 milhões para US$ 658 milhões na mesma comparação, o que representa queda de 30%.

Segundo o balanço, o segmento de software, responsável por 21% da receita total da fabricante, foi o único a apresentar crescimento nas vendas no período, de 150%, para US$ 137 milhões. A BlackBerry está de fato apostando sua recuperação nas vendas de software para ajudar as empresas a gerenciar os dispositivos móveis de seus funcionários, e em novos telefones, para fomentar a produtividade do trabalhador.

"Estou satisfeito com o forte desempenho de nossos negócios de software e tecnologia. Esta é a chave para o crescimento futuro da BlackBerry ", disse o CEO, John Chen, em um comunicado. "Nossos dados financeiros refletem mais investimentos em vendas e suporte ao cliente em nosso negócio de software", acrescentou.

Por outro lado, a área de hardware, que respondeu por 40% da receita, somou US$ 263 milhões, recuo de 30% em relação ao primeiro trimestre do ano fiscal de 2015, enquanto a de serviços, responsável por 38%, totalizou US$ 252 milhões em receita, queda de 51%. Ainda de acordo com o informe, foram vendidos no período 1,1 milhão de smartphones para usuários finais.

Na quebra da receita por região geográfica, o desempenho só foi possitivo na América do Norte, que registrou alta de 3%, totalizando US$ 285 milhões. Na região da Europa, Oriente Médio e África (EMEA), a empresa somou receita de US$ 245 milhões, queda de 40% em relação ao mesmo período do ano fiscal de 2015. Já a região da Ásia-Pacífico arrecadou US$ 86 milhões, 43% a menos na mesma comparação, enquanto a América Latina registrou queda de 66%, com US$ 42 milhões.

Tags: , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top