Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Busca é ferramenta mais usada na internet na América Latina

Postado em: 23/12/2009, às 19:50 por Redação

Do total de usuários de internet na América Latina, 70,91% utilizam frequentemente ferramentas de busca para obter informações sobre um produto ou serviço que pretendem comprar, de acordo com estudo da IDC sobre o comportamento dos usuários de tecnologia diante das novas ferramentas de marketing on-line. Segundo o levantamento, essa tendência é ainda mais pronunciada na Argentina, onde o percentual chega a 75,29%, e na Colômbia, 75,31%. "Nos últimos 12 meses, a jovem indústria do Search Engine Marketing mudou muito, como mostram estes números, e continuará a evoluir ainda mais nos próximos anos, tornando-se numa das táticas mais importantes do marketing on-line", diz Luciana Sario, gerente de marketing da IDC America Latina.
As comunidades on-line, os representantes de vendas e os websites corporativos também aparecem como fontes de informação significativas, ocupando a segunda, terceira e quarta posições, com 36,80%, 33,53% e 32,56%, respectivamente. Argentina e México se sobressaem quanto à utilização das comunidades on-line como fonte de informação, respectivamente com 43,53% e a 40,86%.
Luciana comenta que as mídias sociais permitem aos usuários construir relações de confiança através dos vídeos virais, dos blogs e das comunidades online. Essa mesma confiança, segundo ela, é a que permite que as comunidades se transformem em fonte de informação no momento de comprar um produto, devido ao fato que nestas redes sociais os usuários têm acesso a informação de seus pares, e não das organizações, instituições, companhias ou meios de comunicação.
O terceiro lugar entre as fontes de informação mais utilizadas é ocupado pelos websites das empresas (32,56%) e pelos representantes de vendas (33,53%). Na Argentina e Colômbia, os websites se destacam mais, chegando a 40,74% e 34,12%, respectivamente. "Um das mudanças maior de impacto em marketing B2B [comércio eletrônico entre empresas] durante a última década foi a emergência do website da companhia como o primeiro ponto de contato com seus consumidores e potenciais clientes" afirma Luciana. "Esta foi a base para que o website se tornasse um importante recurso para se obter informação na hora de adquirir um produto ou serviço e como conseqüência, se transformasse numa plataforma extremamente eficiente para integrar e automatizar o processo de geração de leads", completou.
Segundo ela, a mudança na dinâmica dos consumidores ao adquirir um produto, as novas táticas que o marketing on-line coloca à disposição e o desenvolvimento da web em si demonstram como hoje as possibilidades para chegar aos usuários são muito maiores e mais variadas, oferecendo um novo mix de oportunidades.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top