Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Lucro da Xerox cai 5% no primeiro trimestre

Postado em: 24/04/2006, às 22:01 por Redação

A Xerox divulgou nesta segunda-feira (24/4) o resultado financeiro do primeiro trimestre de 2006, o qual apresenta uma queda do lucro de 5% em comparação ao mesmo período do ano passado. O lucro líquido da empresa ficou em US$ 186 milhões, depois de descontado o pagamento de dividendos ? ou US$ 0,20 por ação -, contra os US$ 196 milhões registrados em 2005.

A queda no lucro, segundo relatório do balanço, se deveu ao recuo de 2% nas vendas no período (na comparação com o mesmo trimestre de 2005), que totalizaram de US$ 3,7 bilhões. As vendas de equipamentos ficaram em US$ 947 milhões, com queda de 4%. As receitas financeiras e de pós-vendas, que juntas representam 75% da receita total da Xerox, tiveram declínio de 1% entre os meses de janeiro e março, embora tenha crescido 1% em moeda constante.

Esse pequeno fôlego foi alcançado graças ao bom desempenho das vendas de equipamentos coloridos, que aumentaram 92% impulsionadas pela crescente demanda por sistemas como o multifuncional DocuColor 240/250, equipamento entrada de linha que reúne as funções de impressora, copiadora e scanner.

?Nos últimos cinco anos estivemos focados em construir base instalada para nossa tecnologia digital para processamento de documentos, especialmente em cores, e atendendo a uma crescente demanda por serviços. As receitas de pós-venda provenientes desta atividade de negócio geram uma saudável base anual que apóia nosso crescimento sustentável?, afirmou Anne M. Mulcahy, presidente e CEO da Xerox.

O chamado negócio de produção da empresa, que envolve equipamentos com tecnologia digital e serviços de impressão sob demanda para gráficas comerciais e indústrias, registrou queda. O declínio no primeiro trimestre foi de 3%, embora se mantenha estável em moeda constante e as instalações com equipamentos monocromáticos tenham crescido 8%.

O mesmo ocorreu com a divisão de negócios para escritórios. A receita da divisão caiu 1%, apesar do aumento de 1% em moeda constante. As instalações de sistemas monocromáticos para escritórios aumentaram 18%, devido em grande parte, segundo a empresa, à procura pelos novos integrantes da linha de multifuncionais WorkCentre que tem funções de impressão, cópia, fax e digitalização.

A Xerox gerou um fluxo de caixa operacional de US$ 147 milhões e terminou o trimestre com US$ 1,8 bilhão em caixa e investimentos de curto prazo. Durante o primeiro trimestre, a empresa efetuou a recompra de US$ 238 milhões em ações ordinárias e emitiu US$ 700 milhões em títulos sem garantia. O endividamento foi reduzido em US$ 1,9 milhão ano sobre ano.

A empresa estima que o lucro por ação para o segundo trimestre de 2006 fique em torno de US$ 0,22 a US$ 0,24 por ação, incluindo encargos de US$ 1 em conseqüência da descontinuidade, ainda em 2003, da operação de crédito da empresa.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top