Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Grupo de acionistas da Dell abre mão de participação após desistência do Blackstone Group

Postado em: 24/04/2013, às 17:33 por Redação

O Oakmark Funds, grupo de fundos de investimento mútuos e um dos maiores acionistas da Dell, vendeu as ações da fabricante, abrindo mão de sua participação na companhia. A decisão foi tomada após a gestora de investimentos Blackstone Group desistir da oferta de compra de capital da fabricante, em contraproposta ao fechamento de capital liderado pelo CEO, Michael Dell, e o fundo Silver Lake Partners. O Blackstone se retirou da disputa para comprar a companhia, citando o declínio do mercado de computadores pessoais em todo o mundo. Um comunicado foi emitido pelo Oakmark Funds nesta quarta-feira, 24, explicando a decisão.

Insatisfeitos com o valor de US$ 13,65 por ação oferecido pelo consórcio de Dell e o Silver Lake Partners, o grupo explica que, na divulgação de seu balanço financeiro do primeiro trimestre, ainda havia esperança de que a proposta do Blackstone fosse aprovada pelo comitê especial que avalia as ofertas. Contudo, após a gestora de investimentos sair definitivamente das negociações, o Oakmark perdeu a confiança de que o valor da recompra dos papéis fosse elevado. "Em 18 de abril, o Blackstone, concorrente potencial em que tivemos mais confiança, anunciou que se retirava do processo e não apresentaria uma proposta formal de compra da Dell. Isso mudou nossa decisão de permanecer com papéis da Dell", declara William Nygren, um dos gerentes do Oakmark Funds.

A oferta do Blackstone, bem como a feita por Carl Icahn, supera a proposta feita pelo consórcio do Silver Lake, com valor de US$ 14,25 e US$ 15 por ação, respectivamente. "Acreditávamos que o Blackstone tinha uma vantagem de informação em comparação com outros concorrentes em potencial, pois o ex-chefe de fusões e aquisições da Dell trabalha lá", continua Nygren, dizendo que o seu grupo ficou surpreso e desapontado quando soube do alerta referente à rápida deterioração da situação financeira da Dell.

"Nossa confiança no valor da Dell foi baseada na grande quantidade de capital que a empresa havia aplicado em aquisições fora do seu negócio de PCs. A gestão falou muitas vezes de forma positiva sobre o quão bem essas aquisições – que sem dúvida que agora compreendem a maior parte do valor da empresa – haviam feito em relação às expectativas", reitera o executivo do Oakmark. Ele ainda completa: "uma vez que o Blackstone tem informações que não temos, acredito que seria prudente assumir que eles podem estar certos. Então, nós vendemos nossa participação e vamos colocar os recursos em outras ações as quais confiamos que são subvalorizadas."

O Oakmark Funds anunciou que em 31 de março a Dell representava 2,1% do total dos ativos líquidos do Oakmark Fund, 4,5% do total de ativos líquidos do Oakmark Select Fund e 4,2% do total de ativos líquidos Oakmark Global Select Fund. De acordo com informações obtidas pelo The Wall Street Journal, todos os fundos detinham, juntos, cerca de 24,5 milhões de ações da Dell no fim do primeiro trimestre, o que representa 1,4% das ações pendentes da fabricante.

Tags: , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top