Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Groupon fecha escritórios e demite funcionários na China

Postado em: 24/08/2011, às 11:55 por Redação

O Groupon demitiu funcionários e fechou mais de dez escritórios de sua joint venture na China, a GaoPeng.com, segundo fontes ouvidas pelo The Wall Street Journal. A medida gerou questionamentos sobre a estratégia e o desempenho da empresa no mercado chinês.
De acordo com ex-funcionários da GaoPeng.com, uma das maiores filiais, localizada na cidade de Tangshan, ao norte do país, foi fechada, sem notificação prévia dos funcionários. Um advogado que representa alguns demitidos afirmou que aproximadamente 400 pessoas foram demitidas nos últimos três meses. Antes dos cortes, a GaoPeng tinha 80 escritórios espalhados pelo país e 3 mil funcionários.
As demissões são um retrocesso na expansão acelerada que o Groupon vinha tendo na China, cuja operação foi iniciada há oito meses. Desde janeiro, o site de compras coletivas investiu US$ 8,6 milhões para ter 40% de participação na GaoPeng, fundada pela gigante da internet Tecent Holdings.
Na terça-feira, 23, o Groupon e a GaoPeng anunciaram que o fechamento de filiais faz parte da estratégia da joint venture e não diminuem o comprometimento com o mercado chinês. Um porta-voz da GaoPeng afirmou que a empresa vai concentrar o foco "mais em cidades médias", onde o mercado é mais desenvolvido.
"A tática da expansão internacional do Groupon é criar uma presença expressiva no exterior e refinar a estratégia na medida em que formos ganhando espaço nos mercados locais", afirmou a porta-voz da empresa, Heather Dickinson. "Nós vemos estes ajustes de negócio como normais, para estabalecer o sucesso no longo prazo. Nossa joint venture na China é apenas um exemplo de tantos outros mercados nos quais tivemos que ajustar nossa presença conforme caminhamos", completou.
O Groupon espera levantar US$ 750 milhões na abertura de seu capital, o que pode elevar o valor de mercado da empresa em US$ 20 bilhões. A China representa menos de 1% da receita da empresa, mercado no qual vem tendo dificuldades desde sua entrada.
O Groupon não é a primeira empresa que tenta entrar no mercado de internet na China, país que possui o maior número de internautas no mundo.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top