Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Presidente da IBM revela otimismo com mercado brasileiro

Postado em: 24/08/2011, às 16:38 por Claudiney Santos

O grande investimento da IBM Brasil será em inovação, tendo como foco ajudar as empresas brasileiras a serem mais efetivas e competitivas, disse Ricardo Pelegrini, presidente da IBM Brasil, durante o IBM Forum 2011, que começou nesta quarta-feira, 24, em São Paulo. O executivo explica que um exemplo disso foi a instalação do nono laboratório de pesquisa da IBM no Rio de Janeiro (em abril passado) e em São Paulo (em junho), que já contam com 15 pesquisadores, dos 150 previstos que serão contratados.
"O importante são os 3 mil cientistas que fazem parte dos demais laboratórios da IBM no mundo, que podem apoiar as iniciativas locais", disse. Um exemplo é o centro de controle montado pela Prefeitura do Rio de Janeiro, que faz a gestão da cidade e ajuda na prevenção de catástrofe, onde o software de Business Analitycs Optimization da IBM pode fazer o cruzamento de informações de meteorologia, geoferenciamento, fluxo de transporte, para prever com 48 horas de antecedência áreas que sofrerão com enchentes e congestionamentos. O projeto já antecipa as demandas dos Jogos Olímpicos de 2016 e da Copa Mundo de 2014.
Segundo Pelegrini, o bom momento que vive a economia brasileira está motivando novos investimentos no país, como a construção de mais 800 metros quadrados de área para ampliação do data center de Hortolândia, no interior de São Paulo, que acabou de passar recentemente por uma ampliação de mesmo tamanho. "Ele é o quarto data center global da IBM", enfatiza.
Apesar de não revelar números, o executivo disse que no segmento de servidores low end a IBM Brasil cresceu 40% no primeiro semestre. A fabricação de servidores é terceirizada para a Flextronics.
O presidente da IBM Brasil se diz otimista com o plano do governo federal Brasil Maior. Segundo ele, a idéia sugerida através da Confederação Nacional da Indústria (CNI) para que o governo criasse um sistema de coordenação de incentivos advindos de vários órgãos de fomento está começando a ser operacionalizado. O site "Sala da Inovação" tem como integrantes órgãos do governo, como MDIC, BNDES, MCT e do setor empresarial, com o objetivo de atrair grandes laboratórios e empresas internacionais que possam fomentar em conjunto a inovação no país.
A medida, que desonera a folha de pagamento para desenvolvedores de software e faz parte das iniciativas do Brasil Maior, também vai beneficiar a IBM brasileira, já que ela exportou cerca de US$ 600 milhões em serviços em 2010, praticamente um quarto das exportações do setor.
Para Pelegrini, hoje os custos de desenvolvimento local não são competitivos no cenário internacional. Além disso, a medida regula melhor a competição entre as empresas, pois elimina a necessidade de trabalharem com funcionários na modalidade pessoa jurídica (PJ) e ao mesmo tempo também beneficia o governo, que arrecada 2,5% de impostos diretos.(veja link abaixo:Governo desonera folha de pagamento para o setor de software)

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top