Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Pornografia é a principal preocupação dos pais na Internet

Postado em: 24/10/2011, às 22:48 por Redação

A ESET anuncia que 86,2% dos usuários consideram importante educar os menores de idade sobre as ameaças encontradas na internet. Ainda, de acordo com a pesquisa realizada pela empresa, sete de cada dez pais acreditam que a conscientização sobre o problema de segurança na internet com as crianças tem que começar quando as mesmas têm entre cinco e 12 anos de idade.

“Com equipamentos cada vez mais modernos e uma linguagem que avança rapidamente, os pais atualmente sofrem a pressão de ter uma dupla tarefa, isto é, primeiro precisam se educar para depois educarem seus filhos. Ao se aproximar dos filhos para acompanhá-los na navegação na web, o fundamental que se deve levar em consideração é definir claramente as considerações para o uso correto da internet e servir como bom exemplo”, afirma Sebastián Bortnik, coordenador de Awareness & Research da ESET América Latina.

Consultados sobre quais medidas tomam para ter certeza que seus filhos usam a internet de forma segura, o filtro de conteúdo se revelou como a principal estratégia, com 24,3% das respostas. Com uma mínima diferença, o segundo lugar correspondeu a implementação de software de controle dos pais (23,7%), seguido pelo controle de horário (22,4%).

Ainda, de acordo com o estudo, ao definir as ameaças mais preocupantes, os usuários identificaram a pornografia em primeiro lugar (89,5%), com destaque para a pedofilia (86,8%) e o grooming (persuasão de um adulto com uma criança, com a finalidade de obter uma ligação emocional e gerar um ambiente de confiança para que o menor de idade mantenha relações sexuais com essa pessoa) com 75,7%.

“Dos resultados das pesquisas foi constatado que a principal preocupação dos pais atualmente é sobre o conteúdo aos quais as crianças têm acesso na internet. Para proteger os menores de idade da exposição aos materiais inapropriados, é fundamental utilizar as ferramentas de controle dos pais incluídos, tanto nos navegadores web como nas soluções de antivírus”, afirma Raphael Labaca Castro, especialista em Awareness & Research da ESET América Latina.

“Além disso,  é importante considerar os riscos causados pelo uso das redes sociais, como o cyberbullying e o grooming. Por isso é fundamental a prevenção e  o diálogo aberto com os menores de idade”, conclui Castro.

As principais ameaças da internet para as crianças são:


• Cyberbullying: conduta hostil que pode ser praticada com os menores de idade. A vítima desse tipo de assédio é submetida a ameaças e humilhações na web com a intenção de atormentar a pessoa e levá-la a depressão. Estas práticas podem ser realizadas por meio da internet, assim como também pelos celulares e videogames. O cyberbullying nem sempre são realizados pelos adultos, mas também são frequentes entre os adolescentes;


• Grooming: Trata-se de uma persuasão de um adulto com uma criança, com o objetivo de obter uma relação emocional para criar um ambiente de confiança para o menor de idade mantenha relações sexuais com essa pessoa. Muitas vezes os adultos fingem ser menores da mesma idade e tentam manter uma relação para, logo em seguida, realizar os encontros pessoalmente;


• Sexting: Provem da junção formada entre Sex e Texting. Inicialmente, e como indica seu nome, trata-se do envio de mensagens com conteúdos eróticos. Posteriormente, devido ao avanço tecnológico, esta modalidade evoluiu até a troca de imagens e vídeos, convertendo-se em uma prática habitual entre adolescentes e crianças;


• Roubo de informação: Todos os dados que trafegam pela web, sem as medidas de precaução necessárias, correm o risco de serem interceptadas por uma terceira pessoa. Da mesma forma, existem também ataques com essa finalidade. A informação procurada, normalmente é para os dados pessoais. Um passo em falso diante desse tipo de situação pode expor o menor de idade na perda das economias da família ou no roubo de informações importantes;


• Malware: Malicious software ou software malicioso é a aplicação com o objetivo de danificar o equipamento ou roubar informações pessoais ou o dinheiro do usuário;


• Spam: Lixo eletrônico ou mensagens recebidas na caixa de entrada que não foram solicitadas pelo usuário;


• Scam: Truques ou fraudes por meio da internet..

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top