Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

IBM abre código de seu software de inteligência artificial e acirra disputa no mercado

Postado em: 24/11/2015, às 19:56 por Redação

Os desenvolvedores de software de inteligência artificial tem uma nova ferramenta para trabalhar desde segunda-feira, 23, quando a IBM anunciou que seu software proprietário, conhecido como System ML, estará disponível gratuitamente para ser compartilhado e modificado, por meio da Apache Software Foundation, organização sem fins lucrativos criada para difundir e gerenciar projetos de código aberto.

ML é a sigla em inglês para "aprendizagem de máquina", uma tecnologia criada no Vale do Silício que permite aos computadores encontrar padrões comuns em grandes quantidades de dados. O aprendizado de máquina tem sido usado para ensinar computadores tarefas como predizer frases introduzidas em mecanismos de buscas, reconhecimento de rostos em fotos e detecção de variações incomuns nos preços das ações.

A IBM é a terceira empresa neste ano a abrir o código-fonte de sua tecnologia de aprendizado de máquina. Em fevereiro, o Facebook abriu parte de seu software Torch, um ambiente de desenvolvimento para inteligência artificial, principalmente para reconhecimento de fotos e vídeos, utilizado por empresas como Google, Twitter e Intel. Já o Google liberou no início deste mês partes open-source do seu sistema TensorFlow.

O vice-presidente de desenvolvimento da IBM, Rob Thomas, disse que o System ML tinha obtido aceitação preliminar da Apache Software Foundation, que atualmente gerencia mais de 150 projetos. "A aprovação deve ser o primeiro passo em direção a adoção generalizada do System ML", acredita ele. "É um endosso que diz: 'Isso tem valor", ressaltou Thomas ao The Wall Street Journal.

O System ML, que foi desenvolvido pela primeira vez no laboratório de pesquisa da IBM em Almaden, nos EUA, há quase uma década, tornará mais fácil para os desenvolvedores criar software de aprendizado de máquina personalizado, afirma Thomas. Como exemplo, ele diz que o sistema pode ajudar um banco, por exemplo, a incorporar a um software de modelagem de risco recurso para fornecer alertas antecipados de atividade fraudulenta. A versão atual trabalha com o software conhecido como Spark, um outro projeto da Apache que ajuda a processar grandes quantidades de dados que chega a partir de fontes contínuas, tais como smartphones ou dispositivos de fitness.

IBM decidiu abrir o código-fonte do System ML por meio da Apache Software Foundation para atrair uma comunidade mais ampla de programadores e acelerar seu desenvolvimento. "Neste momento, minha [pesquisa e desenvolvimento] é limitada a meu orçamento de P&D, a menos que nós estejamos fazendo um trabalho em open source", disse Thomas.

A abertura do código do System ML poderá dar a IBM uma vantagem contra empresas como a Apple, que não tem intenção de abrir seu software de inteligência artificial, disse Brandon Ballinger, um ex-engenheiro do Google AI, que agora está trabalhando com a Universidade da Califórnia, em San Francisco, em pesquisa cardiológica.

Tags: , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top