Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Avon implanta sistema de BI e torna mais ágil a tomada de decisões

Postado em: 25/10/2007, às 19:07 por Redação

Transformar dados em informação gerencial para suportar o processo de tomada de decisão e alinhá-lo com os objetivos estratégicos da companhia. Estes foram os principais objetivos que levaram a Avon Brasil, fabricante de cosméticos que possui mais de 1 milhão de revendedoras e fatura cerca de cem mil pedidos por dia, a investir em um projeto de business intelligence (BI) utilizando a plataforma da MicroStrategy.

O projeto, que durou cerca de 18 meses, já está repercutindo nos resultados operacionais da empresa, segundo diretora de TI da subsidiária brasileira, Andréa Pereira. fabricante de cosméticos que possui mais de 1 milhão de revendedoras e fatura cerca de cem mil pedidos por dia, a investir em um projeto de business intelligence (BI) utilizando a plataforma da MicroStrategy.

O projeto, que durou cerca de 18 meses, já está repercutindo nos resultados operacionais da empresa, segundo diretora de TI da subsidiária brasileira, Andréa Pereira. Entre eles, a executiva cita a integração das informações provenientes de diversas áreas, a análise mais profunda e complexa dos dados, maior agilidade na tomada de decisões, e credibilidade e confiabilidade nos relatórios gerados.

Segundo a diretora, antes da implantação do BI o processo de tomada de decisão era baseado em experiências e não em fatos concretos. Além disso, não existia um gerenciamento e uma apuração minuciosa das informações, que por serem originadas de diversas fontes muitas vezes eram conflitantes. A proposta do projeto, conforme explica Andréa, foi desenvolver um data warehouse para facilitar a análise dos principais indicadores-chave de desempenho do negócio (KPIs, na sigla em inglês), a partir de um ponto de vista macro, chegando a uma perspectiva detalhada. E também identificar oportunidades de negócios, monitorar estratégias e ações e promover mudança de cultura.

?O nosso objetivo era analisar cada vez mais esses dados estratégicos e criar vantagens competitivas. Como resultado podemos citar a criação de relatórios que permitem à área de marketing ter acesso a dados referentes a cada campanha em específico, de acordo inclusive com a segmentação de revendedoras, e ainda, avaliar o comportamento das vendas por região ou por idade do consumidor, permitindo a criação de ações mais efetivas. Foi possível ainda desenvolver um perfil mais analítico do usuário?, enfatiza Andréa.

O projeto de BI na Avon é de alta complexidade, devido ao grande volume de dados envolvido. A companhia realiza cerca de 19 campanhas por ano, sendo uma campanha nova a cada 13 dias, 4 mil produtos ofertados por campanha, 20 mil produtos cadastrados, 3 milhões de revendedoras cadastradas, mais de 1 milhão de revendedoras ativas e 15 milhões de consumidores atingidos por campanha.

Além disso, para conhecer as necessidades que determinariam o escopo do projeto, foram envolvidas as áreas de marketing, vendas, supply chain e finanças, totalizando 24 departamentos. No entanto, o foco mais detalhado foi direcionado a marketing, vendas e planejamento de demanda. A equipe de negócios conduziu entrevistas com cerca de 43 usuários para desenvolvimento dos templates (gabaritos) de acordo com o nível dos cargos, identificar indicadores, dimensões e o plano de substituição do sistema fonte e definir a arquitetura de aplicação e de infra-estrutura.

Andréa ressalta que o envolvimento das áreas de negócios foi fundamental para o sucesso do projeto, que também exigiu a criação de duas novas áreas dentro da estrutura organizacional de TI: uma de arquitetura de dados em TI e outra específica de BI para atuar exclusivamente na entrega das informações. ?O apoio de uma consultoria especializada, treinamento customizado e comprometimento do time foram fundamentais para o sucesso do projeto?, diz ela.

A diretora de TI da Avon diz que a escolha da MicroStrategy aconteceu após diversas visitas dos líderes de negócios e TI a empresas de diversos segmentos, que utilizavam as mais variadas tecnologias e possuíam diferente estruturas de equipe de BI. ?O fato de a ferramenta estar homologada e ser utilizada pela TI global da companhia e a oportunidade de compartilhamento de ambiente com outros países também foram pontos a favor. Além de atender ainda aos requisitos dos nossos usuários quanto às funcionalidades, segurança e ser totalmente recomendada para altos volumes de dados?, finaliza Andréa.

Tags:

2 Comentários

  1. Luciana disse:

    o que significa BI?

  2. Gui disse:

    Business inteligent

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top