Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Empresa portuguesa de software foca estratégia no Brasil

Postado em: 26/09/2007, às 20:30 por Redação

A empresa portuguesa NDrive Navigation Systems, fornecedora de software de navegação, anunciou que vai concentrar o foco da sua estratégia de internacionalização em países com forte potencial de crescimento, como o Brasil e a Espanha. A empresa, que foi constituída formalmente nesta terça-feira (26/9), prevê encerrar o ano com um volume de negócios superior a 10 milhões de euros.

"A Espanha e o Brasil são mercados com um forte potencial de negócios em sistemas de navegação que utilizam tecnologia por satélite, o que nos posiciona como um concorrente mundial nessa área", disse o presidente da NDrive, João Neto. Segundo ele, a empresa tem como objetivo gerar no mercado externo grande fatia das receitas, ?tirando partido da diferenciação tecnológica do produto de navegação Ndrive?.

Apesar de recém-criada, já comercializa sistemas de navegação, por meio da NDrive Solution Systems, em dez países, entre os quais Portugal, Brasil, França, Itália e Espanha. No curto prazo, a NDrive vai continuar a expandir a atuação na Espanha, sempre através de distribuidores locais, estendendo a sua posição a outros países da Europa Ocidental e à Europa de Leste. Até o fim do ano, a expectativa da empresa é que o número de sistemas de navegação vendidos no mercado espanhol fique entre 1,3 milhão e 1,4 milhão, contra 800 mil comercializados em 2006.

Em relação ao Brasil, o sócio-fundador da NDrive, Eduardo Carqueja, diz que "é um mercado no qual se estima que existam entre 50 mil e 60 mil unidades de sistemas de navegação, o que mostra um forte potencial de expansão da empresa para os próximos anos. "Além do Brasil, os planos de expansão passam ainda pelo restante América Latina e pelos Estados Unidos", acrescentou.

A NDrive também pretende avançar nesses mercados com a oferta de software para celulares, com GPS, que permitam ter sistemas de navegação integrados.

A estratégia de internacionalização da NDrive inclui ainda, como não poderia deixar de ser, a China. Para tal, a empresa contratou uma fábrica em Shanzen para a produção e montagem da parte do hardware, no qual, posteriormente, será aplicado o sistema de software de navegação. "O hardware não é o nosso negócio principal, daí termos recorrido à contratação de uma fábrica na China", explica Carqueja.

Em Portugal, a NDrive espera vender 40 mil unidades de sistemas de navegação até o fim do ano, quatro vezes mais que no ano de 2006. "Temos um produto superior e diferenciado e esperamos ultrapassar o nosso mais direto concorrente, a holandesa TomTom [líder de mercado] em volume de vendas, até o fim do ano", enfatizou Carqueja.

A NDrive nasceu da cisão da InfoPortugal, tendo sido vendido 51% do seu capital (por 4,5 milhões de euros) ao grupo Impresa, do empresário português Pinto Balsemão. Os dois sócios-fundadores e detentores na totalidade da NDrive ficaram com 49% do capital da InfoPortugal, sob o compromisso de, no longo prazo, ficarem com apenas 20% do seu capital. O restante será adquirido pelo grupo Impresa, que deve assumir os 29% restantes em dezembro de 2009, segundo o acordo estabelecido entre as partes.

Com informações da Agência Lusa.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top