Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Médias empresas consideram TI essencial para negócios

Postado em: 27/04/2006, às 19:54 por Redação

Uma pesquisa realizada pela Economist Intelligence Unit, braço de informação de negócios do The Economist Group, que edita a revista The Economist, revela que as empresas médio porte consideram TI uma ferramenta estratégica de crescimento, sobretudo em um cenário em que as grandes corporações aumentam o seu poder de penetração no mercado.

Patrocinada pela SAP, a pesquisa ouviu 3.700 executivos de empresas que faturam entre US$ 20 milhões e US$ 500 milhões por ano, do setor público e privado, da Europa, Ásia/Oceania e Américas. No Brasil, foram consultadas 242 pessoas, dos quais 61% são proprietários das empresas ou diretores.

No caso do Brasil, 41% dos entrevistados citaram a força crescente das grandes corporações como a principal ameaça competitiva ao crescimento das médias empresas nos próximos três anos. Muitos concordaram que a pressão cada vez maior sobre os preços, os crescentes custos de matérias-primas e serviços e a saturação de mercado serão alguns dos obstáculos que as suas respectivas empresas precisarão sobrepor para competir efetivamente no mercado.

Diante desse cenário, 64% dos executivos brasileiros acreditam que TI será um importante fator de crescimento das médias empresas, enquanto 66% consideram as soluções de hardware e software um elemento crítico para manter a flexibilidade do negócio. A concessão de incentivos fiscais para investimento e a redução de burocracia foram citadas por muitos executivos como as duas principais contribuições do governo para o crescimento das médias empresas nos próximos três anos.

Se citaram as grandes corporações como a grande ameaça aos seus negócios, os entrevistados destacaram, por outro lado, que as médias empresas possuem muitas vantagens competitivas. A maior rapidez na execução de mudanças de estratégicas foi apontada por 49% dos entrevistados como armas-chaves que os diferenciam na luta por participação no mercado. Outros indicaram aspectos como custos operacionais menores e relacionamento mais estreito com os clientes.

Entretanto, a pesquisa deixou claro que são justamente essas características que os entrevistados apontaram como mais prováveis de se deteriorarem no processo de crescimento dos negócios. ?A mensagem inequívoca desse estudo é que empresas de médio porte desejam crescer, mas temem perder as características que foram originalmente responsáveis por seu sucesso?, disse Léo Apotheker, membro do comitê executivo da SAP.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top