Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Funcionários do Serpro mantêm greve; Rio, Minas e SP aderem

Postado em: 27/10/2009, às 17:55 por Redação

A rodada de negociações realizada nesta terça-feira, 27, entre a Fenadados, a federação dos empregados em empresas e órgãos públicos e privados de processamento de dados, o Serpro não chegou a um acordo. A proposta de aumento salarial feita pela empresa de tecnologia da informação do governo federal foi novamente rejeitada.
Em greve desde a manhã da quarta-feira, 21, os trabalhadores pretendem continuar parados até que a empresa faça proposta próxima ao exigido.
Segundo a Fenadados, a greve é geral e quase 20 estados já aderiram, sendo que os trabalhadores de São Paulo e do Rio de Janeiro aderiram ao movimento a partir de desta terça-feira, 27, e a proposta é de paralisação de 48 horas. Já os trabalhadores de Minas Gerais, em assembléia realizada na tarde desta terça, aprovaram à adesão à greve por prazo indeterminado a partir de amanhã.
Os trabalhadores exigem aumento salarial de 8,53% para ser aplicado em um ano, mas o Serpro ofereceu 5,53%, em dois anos.
De acordo um dos diretores da Fenadados, a proposta feita pelo Serpro não apresenta ganho para os trabalhadores e, desde que a rejeição foi anunciada, a empresa não apresentou nenhuma contraproposta. Segundo esse diretor, a reunião serviu apenas para formalizar a posição dos grevistas.
A negociação com o Serpro, girou em torno da reivindicação de ganho real, os representantes dos trabalhadores afirmam que se a empresa apresentar uma proposta nessas bases a mesma será levada às assembléias para que os trabalhadores deliberem a respeito. Eles apresentaram ao Serpro a seguinte contraproposta:
a) 8% de reajuste linear nas cláusulas econômicas, exceto vale-refeição ou vale-alimentação;
b) R$ 2.000 de abono pecuniário;
c) Reajuste do vale-refeição ou vale-alimentação pelo IVC-DIEESE, subgrupo "alimentação fora de domicílio";
d) Não-desconto dos dias parados.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top