Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

União Europeia tem 50% de cobertura de banda ultralarga

Postado em: 27/11/2012, às 13:21 por Redação

A Europa pode estar próxima do "paraíso digital", ou seja, ter ultra-banda larga fixa para toda a população da União Europeia até 2020, segundo indica um estudo da consultoria Point Topic realizado a pedido do DG Connec. Segundo a pesquisa divulgada nesta terça-feira, 27, a região estaria atualmente no meio do caminho para chegar a esta meta.

Segundo o estudo, referente à cobertura registrada em 2011, quase 96% dos domicílios europeus têm disponível uma "banda larga básica", o que significa uma conexão de "ao menos" 144 kbps. Desses, mais de 50% podem ter acesso à ultra banda larga (chamado pelo estudo de acesso de próxima geração – NGA, na sigla em inglês) com velocidade de 30 Mbps ou mais.

A pesquisa da DG Connect diz que apenas três países da União Europeia contam com 90% da cobertura de banda larga básica. Já com a ultra banda larga há uma grande disparidade no bloco econômico: três países (Holanda, Bélgica e Malta) contam com mais de 98% de cobertura, enquanto três outros (Itália, Grécia e Chipre) possuem menos de 11%. O restante dos países da UE conta com coberturas entre 35% e 75%.

Assim como no Brasil, há também grandes variações na cobertura dentro dos próprios países: as áreas rurais na Europa têm a estimativa de apenas 12% de cobertura da banda ultralarga.

Competição de tecnologias

Em relação às tecnologias de conexões fixas de banda ultralarga, o estudo mostra que o FTTP (fiber-to-the-premises) tem uma participação de mercado abaixo do esperado, cobrindo apenas 12% dos domicílios. A mais utilizada ainda é a entrega do serviço via cabo coaxial com o padrão DOCSIS 3, alcançando 37% de cobertura na União Europeia. A alternativa VDSL, que utiliza conexão por redes telefônicas de cobre, fica em segundo, chegando a 21% dos lares. As três tecnologias juntas somam apenas 50% de cobertura – segundo o levantamento, isso porque elas competem entre si para servir áreas mais densas e ricas, deixando outras regiões menos servidas.

A comissão espera ver reservados 7 bilhões de euros (aproximadamente R$ 19 bilhões) na UE para investimentos em banda larga para alcançar as metas, além de aportes privados.

Tags: , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top