Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Gartner: exigências do Governo mudará mercado de data center até 2016

Postado em: 27/11/2014, às 12:21 por Redação

O nacionalismo é um dos quatro fatores que forçarão mudanças dramáticas no mercado de data center (DC) até o final de 2016. Segundo o Gartner, a concorrência altamente disruptiva; grande dominância do provedor de nuvem; e a guerra econômica; são fatores que influenciam as mudanças do setor ao longo do tempo. Porém, pelo menos dois destes fatores trarão perturbações significativas dentro dos próximos três anos, e os elementos de todos os quatro irão conduzir as oportunidades e os riscos no mercado de data center até 2016.

Joe Skorupa, vice-presidente e analista da consultoria, disse: "Por baixo de uma superfície calma, crescentes pressões do mercado estão impulsionando uma mudança de comportamento dos vendors, que, juntamente com os quatro fatores perturbadores, levam o mercado a um período de grandes mudanças.

O Gartner esboçou os prováveis impactos de cada fator perturbador:

O nacionalismo versus Racionalismo – O Efeito Snowden leva a uma grave fragmentação do mercado. À medida que os compradores passam a acreditar que nenhum dos grandes fornecedores multinacionais são confiáveis, a ênfase desloca-se para as tecnologias desenvolvidas dentro de cada país.

"Há um ressurgimento de montadoras pequenas e locais, aumentando substancialmente a proporção de vendas de fornecedores de 'caixa-branca'". Estes pequenos montadores são incapazes de substituir totalmente as economias de escala dos grandes fornecedores, mas o aumento do uso dos ecossistemas de hardware de código aberto irá ajudar a mitigar o problema. Em casos extremos, a fabricação da placa-mãe torna-se regional, em vez de concentrada na grande China.

O mercado de ferramentas de infraestrutura vai se tornar mais fragmentado, mas não terá um grande impacto sobre o mercado global de infraestrutura de data center (DC).

Tecnologias disruptivas – O mercado de infraestrutura de data center possui inúmeras tecnologias potencialmente disruptivas, incluindo redes definidas por software (SDN) e armazenamento definido por software; virtualização de rede; processadores de baixo consumo de energia; e infraestrutura integrada webscale.

Como os compradores precisam ganhar eficiência para lidar com as crescentes exigências e a ameaça de terceirização, não é de se estranhar a demanda gerada por essas tecnologias disruptivas.

Domínio dos prestadores Big Cloud – O Fim do Crescimento para fornecedores tradicionais de DC. O centro de gravidade para desenvolvimento e implantação de novas aplicações está mudando de in-house para cloud – primeiro por necessidade de mobilidade dos consumidores. Isso também está começando a influenciar as expectativas em torno de novas aplicações internas, que exigem uma TI flexível, distribuída e híbrida.

"Os provedores tradicionais de serviços gerenciados (MSPs) e provedores de infraestrutura não estão conseguindo entregar alternativas atraentes para a plataforma como serviço (PaaS) da Amazon, Google, IBM, Microsoft e Baidu. Os MSPs são relegados para o fornecimento de transporte básico, ou, na melhor das hipóteses, se tornar corretores de serviços gerenciados".

Em meio a essa rotatividade, os fornecedores tradicionais encontram cada vez mais dificuldade de competição. Seu crescimento diminui gradualmente à medida que grandes provedores de nuvem adquirem uma maior quota de mercado.

Em pouco tempo, esses provedores dominarão a infraestrutura como serviço (IaaS) e os mercados de PaaS, e influenciarão fortemente o preço da infraestrutura de DC.

Econômica de Guerra – Oriente x Ocidente para o controle do mercado. Os dois campos de fornecedores de infraestrutura de DC, o Oriente e o Ocidente, não podem coexistir pacificamente em qualquer mercado, dada a necessidade de proteger e/ou aumentar sua influência. Como os dois lados tentam alcançar a liderança, o resultado é um constante desequilíbrio.

Em um grande passo para remodelar a liderança, países como Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul (BRICS) anunciaram um banco de desenvolvimento e fundo de reserva para emergências de US$ 100 bilhões. Na frente tecnológica, a China tem investido em seu programa nacional de alta tecnologia (também conhecido como o Programa 863) desde 1986, como resposta ao crescente hiato tecnológico e inovação entre a China e o Ocidente.

Além disso, a China tem vários programas subsidiados para ajudar empresas de alta tecnologia a reduzir os custos de P&D de componentes eletrônicos básicos, circuitos integrados de aplicação específica de alta tecnologia (ASICs) e desenvolvimento de software fundamentais.

O Gartner prevê que a China, impulsionada por recursos cada vez mais profundos, marcas respeitadas e fortes fabricantes com sede em Taiwan e na China, irá aumentar sua participação no mercado de infraestrutura de DC em dois pontos percentuais até o final de 2017, em detrimento de empresas ocidentais.

Tags: , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top